Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Multiplicação/ Discipulado

"E crescia a palavra de Deus, em em Jerusalém se multiplicava muito o número dos discípulos..." Atos 6.7.

- Introdução:
Qual é o(a) pastor(a) que não anseia ver a sua Igreja crescendo? Acredito que todos nós trabalhamos e muito para isso! Certamente Deus tem nos inspirado para este tempo de avivamento, edificação e crescimento. Mas como podemos alcançar este crescimento espiritual e numérico? Vamos procurar entender neste estudo essa forma e visão.

Amadas(os), como dantes já escrevi em um de nossos boletins, repito dizendo que somente Deus pode trazer o crescimento. Porém, este crescimento não virá gratuitamente, pois exige de nós líderes e pastores(as) um preço a ser pago para isto acontecer em nosso ministério. Afirmo que, não é nada fácil, porém precisamos estar decididos e mui dispostos a buscar essas estratégias para alcançar o crescimento com maturidade cristã. Mas por onde devemos começar? Saber, este é um dos nossos desafios hoje.

- Desenvolvimento:
A partir do momento que determinamos esta visão para o nosso ministério, logo precisamos entender o valor da oração, renúncias, jejum, consagração, leitura de livros que falam sobre este assunto, conhecer mentores..., até como fontes inspiradoras que possam nos ajudar a desenvolver esse chamado e a alcançar este nível de maturidade cristã.

Tenho aprendido na caminhada missionária que para levarmos outras pessoas a Cristo você não pode depender apenas das suas habilidades naturais, antes é preciso ser bem TREINADO para isso.

O crescimento já é uma das promessas do Senhor. Então, precisamos nos preocupar com uma liderança forte e preparada para receber e atender esta multidão (Apoc.5.10b; Lv.6.12).
O espírito de liderança está dentro de cada um de nós. Um líder eficaz tem a capacidade de influenciar outras pessoas.
Para isso acontecer de uma forma correta é necessário estratégias e treinamento. Ou seja, você não consegue alcançar um objetivo, um plano bem sucedido, sem antes conhecer bem o que quer e o que irá executar. Conseguir almas pra Jesus hoje em dia e transformá-las em discípulos(as), seguidores de Cristo, dependem de muita perseverança de nossa parte e de boas estratégias.

Quando Deus permite certas coisas te incomodarem no ministério pastoral, tão logo você percebe que este é o sinal de necessidades para mudanças. Lembre-se que "se você não der abertura para mudanças, dificilmente terás àquilo que tanto desejas". Adaptações fazem parte desse processo de mudança e crescimento. Durante os anos de seu ministério, Jesus atendeu grande parte da multidão, mas também se manteve no foco, ocupadíssimo... treinando outros discípulos. Um líder precisa estar aberto para fazer mudanças e seguir bons conselhos.

Como pastoras e pastores necessitamos deixar Deus trabalhar nessa área de crescimento em nossa vida e ministério. Quando você permite isso, a sua vida ministerial é outra, ela se transforma, há mais motivo para orar e jejuar, os propósitos passam a ser melhores definidos, nós passamos a perseguir o alvo, com força e alegria no Senhor os nossos propósitos, as coisas que antes pareciam estar distantes, passam a estar ao nosso alcance, então, só dependem de esforço e dedicação para alcançá-los.

Seguindo esta linha de pensamento digo, sua estratégia pode ser uma célula, grupos pequenos, etc., dê abertura para novas implementações. Claro, sem perder as nossas tradições. No momento determinado por Deus o crescimento virá, como manifestação e prova do seu TESTEMUNHO em Cristo. Seus discípulos(as) não podem se cansar de ouvirem: GANHAR, CONSOLIDAR, DISCIPULAR e ENVIAR.

Amado(a), não deixe a sua igreja perder o tempo e a visão do crescimento que Deus quer dar a ela. Você também faz parte deste processo de treinamento e de crescimento.

Creio que o Senhor quer compartilhar com você este tempo de alegria. Pessoas serão alcançadas e serão levantadas por Deus para formarem contigo este grande exército cristão, te ajudando a ganhar novas almas para Cristo. Neste exército, nem todos são iguais; nem todos irão desempenhar a mesma função, porque nem todos são iguais. Mas creia que todos podem ser aproveitados e treinados de acordo com as suas características.

Recentemente lendo um livro que ganhei de um membro da nossa igreja, aprendi que num processo eficiente precisamos de: T.P.R - o que é isto?

- Respondo: TREINAMENTO - PRÁTICA - RESULTADOS.
Estamos experimentando em nosso ministério um tempo de treinamento, que são divididos em três etapas: 1.) treinamento de discípulos(as) em relação a sua própria identidade (metodismo); 2.) consiste na prática desse treinamento (evangelismo); 3.) consiste nos resultados obtidos do treinamento e da prática daquilo que cada discípulo(a) aprendeu.
Estamos procurando seguir essa linha de planejamento.

Nessa visão compreendemos que qualquer estratégia em vista de um bom planejamento, para se alcançar o sucesso desse projeto, está na "prática", nas "metas" e nos "prazos"a serem alcançados.

Outro dia alguém me disse: "é impossível uma pessoa bem treinada não alcançar resultados". A não ser que ela não queira! Um membro precisa conhecer e acreditar em seu potencial, a saber, fazer bem a sua missão (Mt.13.23). Sem esta compreensão e discernimento nenhum(a) cristão(ã) conseguirá dar frutos e tampouco produzir no Reino de Deus (vers. 24, 25).

Nós estamos vivendo um momento muito importante na história da nossa igreja. A tenda precisa ser alargada, os campos já estão prontos para a colheita.
Não podemos mais aceitar um ministério paralisado, hoje as pessoas tem muito mais acesso a palavra de Deus, o que precisamos fazer é clamarmos mais para que o Senhor envie ceifeiros para a sua seara.

O discipulado é uma forma das pessoas alcançarem o conhecimento sobre Cristo e aprenderem sobre as coisas de Deus. Isto é evolução.
No discipulado descobrimos que àquele(a) um(a) que tem o conhecimento e a experiência com o Senhor também pode chegar e dividi-las com muitos outros (multiplicação). Quando falo também de evolução, quero dizer o mundo também busca, de forma planejada, transformar a vida das pessoas. É possível enxergar isto pelos meios de comunicação social, ex: Orkut, Face, Twitter, etc. Dizem que essa revolução tecnológica surgiu para melhorar a vida das pessoas. Então, a Igreja do Senhor não pode fechar os olhos e não facilitar a conhecimento da palavra de Deus as pessoas, para que elas também possam desfrutar do Reino de Deus. A Igreja tem a oportunidade de fazer isto hoje - anunciar o evangelho a toda a criatura... usar discipulado aproveitando a tecnologia (modelo novo) é também um recurso para se alcançar vidas e discipula-las.

PARE E PENSE: Deus só precisa de um(a) servo(a) como você para alcançar a muitos. Estás disposto(a) a isto hoje?

Um exemplo importante é a forma como os chineses trabalham e as suas fábricas.
A indústria chinesa de motocicleta é formada de centenas de pequenas empresas que cooperam entre si. Não há uma empresa central, uma sede, uma fábrica nos padrões tradicionais. Cada "pequena" empresa responde por uma parte do negócio. Um fabrica o sistema de ignição, outro faz os freios, um recolhe o dinheiro, outro opera os setores de marketing, etc. Em pouco tempo, "essa rede" se transformou na maior indústria de motocicleta na China.

Amadas(os) todos nós somos convidados para fazer parte deste mover de Deus, deste projeto de multiplicadores de almas. Cada um, no seu lugar, fazendo com competência a parte que lhe é conferida. Mas, não de forma isolada, e sim, conjunta, para que nos tornemos "uma grande nação". Uma Igreja deve pensar assim: "eu preciso ir além de Jerusalém". Olhando para o AT vejo Moisés participando já desse mover. Moisés disse a Deus: "Se esse povo não for comigo, nada feito". Você ama este povo? Ou, já desistiu dele?

Se a Bíblia for ensinada para o povo a multidão irão segui-la. Somente assim, àquela pessoa pessoa que senta na primeira até a última fileira de bancos na Igreja poderão evangelizar de forma eficaz. Se o povo é ensinado, eles saberão para onde devem ir. E o crescimento virá de forma natural. O que temos que fazer é romper os preconceitos, o medo, orientar a Igreja na palavra de Deus, ensinar, mortificar a carne e viver pelo espírito, vencer a vergonha e a timidez... e ir atrás daqueles que até neste momento ainda se encontram perdidos.

Deus te chamou para frutificar como nunca.  A igreja neste tempo tem passado por reformas. Nota-se que os céus estão apelando para a Igreja mais almas. Constantemente, estamos pregando a volta de Jesus. Pregamos também que o povo escolhido por Deus deve permanecer firmes e santos pela fé cristã, até que Cristo venha buscar a sua Igreja (Apoc.3.10). Você não pode desviar-se desse alvo. Se as marcas de Cristo estão em você, é necessário que você participe desse projeto de ganhar almas pra Jesus. Rejeitar isso é pecado.

Nós não podemos perder o nosso sabor e a nossa experiência com Deus (Apoc.3.15,16). Isaías 59 nos diz que "a Mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar..." Eu entendo que se você não tem a visão da multiplicação, com certeza, ainda você está preso ao estágio de velho homem. 

A Bíblia nos revela a sua verdade e isto é muito sério. Por favor me acompanhe nas leituras:

a) Mateus 7.21 - neste versículo, todas as pessoas se dirigem a Deus como o "Senhor". Mas a condição aqui para entrar nos céus é "fazer a vontade de Deus".

b) Mateus 7.19 e 20 - vemos que Jesus só reconhecerá as pessoas pelos seus "frutos". A recompensa não está nas habilidades e obras. O que nos qualifica para subirmos a eternidade não são os nossos dons; mas sim os nossos frutos. Árvore que não dá frutos será "cortada" por Ele.

c) Mateus 7.21 - assim nos diz: "Naquele dia". É dia do arrebatamento.

d) Salmos 92.14,15 - você tem que ir; dar frutos; e fazer o fruto permanecer. Até na nossa velhice Deus quer que demos frutos.

e) Ageu 2.19 - quando não produzimos frutos estamos demonstrando  o nosso fracasso. Você está dizendo ao mundo que você é um cristão sem identidade.

f) Marcos 11.12 - Esse é um aspecto espiritual, tem muitas pessoas que estão como aquela figueira, tem folhas, mas não tem frutos, são pessoas que até pregam bem, cantam bem, oram e discursam bem, mas não produzem fruto algum para Deus. Por isso ele disse: " a árvore que não der fruto, será cortada e lançada fora". Por outro lado, quem der frutos, Ele mesmo "poda", para que dê mais frutos.

h) João 4.34 - Jesus estava ensinando para os seus discípulos que o caminho verdadeiro para o homem agradar o Senhor é fazendo a vontade de Deus, gerando frutos para o Seu Reino.

- Conclusão:
Todos nós fomos chamados por Deus com um ministério específico. Para se submeter a esse propósito precisamos compreender os planos de Deus na Missão. Por isso precisamos ficar atentos a palavra de Mateus 25.14-30. Esse texto é profético pois revela que estes talentos são como ferramentas para o exercício do nosso ministério. Com eles você será mais eficaz. Temos uma imensa responsabilidade neste sentido. Os nossos talentos não são negociáveis. Ou seja, você não deve usá-los para o mundo e sim para Deus. Creia, isso envolve um trabalho duro, viver pela fé, envolve riscos.

Espiritualmente, gerar uma vida é realmente um trabalho duro e muito difícil de se fazer. Mas Deus já te capacitou para isso. Como pastor falo com propriedade e clareza, ganhar almas exige de nós lágrimas, jejuns, investimento, receber críticas e porta na cara, ser ofendido e rejeitado, ser desprezado com palavras, etc. Para continuar você precisa de muita perseverança e treinamento.

Mas olhando para este tema, expondo-me com a minha reflexão, pergunto-lhe: Você conhece algum crente que nunca ganhou se quer uma lama pra Jesus? Muitos não querem abrir mão do conforto religioso, não querem dar tempo para dedicação ao ministério e para o serviço do Reino de Deus. Lembre-se, todos iremos prestar contas diante do Senhor.

A enfase nesta parábola dos talentos, não são àqueles que receberam muitos... mas sim, àquele que recebeu apenas UM. As pessoas que tem apenas um talento, são estas que sofrem o maior risco. Cuidado com o conservadorismo religioso. Eu conheço pessoas que vivem nas desculpas de que não tem tempo; ou porque tem problemas em casa com os não crentes; ou porque se sentem inferiores frente a outros, outros até dizem... deixe a oportunidade para outros! Confira novamente este texto e trate de multiplicar e não guardar mais o talento que Deus te deu, mesmo que seja apenas um.

Por isso, o servo que recebeu um talento não entendeu a vontade do seu Senhor. E então resolveu escondê-lo. Cuidado, não esconda o seu talento. Deus exige que nós, seus discípulos e discípulas, como servos e servas Dele, a responsabilidade de darmos frutos.

Você e eu não temos mais escolhas... pensando bem, os nossos dons não comovem o coração de Deus. Mas os nossos frutos sim. Ele diz que há até festa nos céus por causa disso. Quando foi a última festa que você produziu nos céus?

Queridos(as), geralmente os milagres e sinais movem o coração das pessoas, as libertações até nos impressionam... não digo que eles não sejam necessários, é claro que são! Mas, o que move mesmo o coração de Deus são os frutos que geramos para Ele.

Nesta parábola diz que o Senhor se ausentou do país, mas disse que iria voltar... Ele mesmo distribuiu-os aos seus servos. A um Ele deu (5); a outro (3) e a outro (1). Enfim, a única coisa que Ele quer que eu e você façamos é multiplicar o talento. Deus jamais entregaria os seus bens para aquele que Ele não confiaria. Ele confia em você! Siga em frente, discipulando e multiplicando.

Rev. Osni Ferreira 
rev.osniferreira@hotmail.com

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Enfrentando Ventos Contrários

Texto: Pr. Márcio Valadão


Superar obstáculos e alcançar objetivos também são planos de Deus
Na nossa vida almejamos realizar sonhos, alcançar alvos. Todos nós queremos chegar a algum lugar, preferencialmente o da vitória, do sucesso, da prosperidade, da bênção, da alegria e da fé. Mas, nesta jornada, encontramos também circunstâncias, ventos contrários, que insistem em nos fazer desistir e tufões que querem nos destruir. Todavia, Deus tem um plano, Ele tem sempre um projeto para a nossa vida.


Diante da aflição, algumas pessoas perguntam: "Por que coisas ruins acontecem com pessoas boas como eu?" Não existem coisas ruins vindas de Deus, ao contrário, Deus tem coisas maravilhosas para seus filhos. Entretanto, quando não temos essa compreensão em nossa vida, passamos a andar por caminhos tortuosos que nos levam a circunstâncias difíceis. Mas quando seguimos a vontade do Senhor, ouvimos a sua voz a nos guiar, o vento pode soprar mais forte, pode vir tufão, o barco balançar de um lado para outro, haver perdas, todavia, as vidas serão salvas e chegaremos ao destino para cumprirmos o propósito de Deus para nós.


Em Atos 27, vemos que o apóstolo Paulo fez uma viagem com alguns companheiros de fé. Nesse percurso, houve muita tribulação e você pode pensar que pelo fato de ele estar vivendo conforme o querer do Senhor, tudo seria tranqüilo, cheio de alegrias, mas não foi assim que aconteceu. E tal como aconteceu com ele, pode acontecer também com você. Você pode estar fazendo a vontade de Deus, mas está passando por tantas circunstâncias, tribulações e situações difíceis.


Paulo viajou como prisioneiro, numa cabine de prisioneiro, comendo comida de prisioneiro. E já no primeiro momento a viagem não foi tranqüila. É no início que o vento sopra com toda fúria. Nesse momento duas coisas podem acontecer: ou as pessoas abandonam a viagem, a caminhada ou elas agüentam firme. Normalmente quando você busca servir a Deus, fazer a vontade dele, o inimigo se levanta. Moisés, José, os discípulos e o próprio Jesus vivenciaram adversidades em suas vidas. No entanto, quando estamos fazendo a vontade de Deus temos paz em nosso coração. Algo que podemos guardar em nosso coração é que não existe nada na nossa vida que Jesus não esteja vendo. Ele vê além do que os nossos olhos podem ver. Ele sonda nosso coração e vê, conhece os nossos pensamentos, conflitos, lágrimas, a nossa angústia, Ele conhece os ventos contrários que assolam a nossa vida.


A crise não desenvolve o nosso caráter, ela revela o nosso caráter. E quando você tem essa compreensão, diante da crise, não abandona o barco, não desiste.


Extraído: http://www.creio.com.br/2008/mensagens01.asp?noticia=932

domingo, 4 de dezembro de 2011

Impressões do Concílio Geral


"Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do Reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo." (Mt 4.23)

O 40o Concílio Regional da Igreja Metodista foi marcado pela presença e pelo mover do Espírito Santo. Desde o início, na quarta-feira, dia 23, percebemos alguns sinais de que tudo, absolutamente tudo, estaria sendo encaminhado por Deus. Alguns aspectos me chamaram a atenção:
-          A atuação da Coordenação Regional de Ação Missionária no biênio 2010-2011 foi muito boa; tanto suas ações quanto seus pareceres demonstraram que a Igreja caminha para um equilíbrio muito grande em suas finanças, assim como suas ações missionárias de investimentos, que estão a cada ano sendo notadas em novos trabalhos. A autonomia de 11 novas igrejas é demonstrativo desse fato:  foram 7 igrejas pertencentes ao nosso Campo Missionário Regional (Mato Grosso - Sinop, Peixoto de Azevedo, Vila Rica e Primavera do Leste; Mato Grosso do Sul - Cassilândia e Corumbá; Tocantins - Porto Nacional); 3 no Estado de São Paulo (Álvares Machado: Bela Vista, Ituverava, Indaiatuba) e 1 em Brasília (Lago Norte).
-          Na quinta e na sexta-feira foi apresentado e discutido o Plano Nacional Missionário (PNM)- aprovado no último Concílio Geral em Brasília, no mês de julho de 2011, e encaminhado às Regiões Eclesiásticas para que constituíssem e gerassem suas ações programáticas. A partir desse documento, a Igreja Metodista irá pautar suas linhas e ações para o biênio 2012-2013. O PNM pode ser acessado e baixado no endereço http://metodista.org.br/conteudo.xhtml?c=11286;
-          Foram consagrados/as no Concílio Regional novos/as presbíteros/as e também novos/as pastores/as;
-          Para a Congregação do Anchieta, a equipe episcopal e os Superintendentes Distritais nomearam a Revda. Márcia Célia Pereira para atender nossa Igreja. Ela continuará o projeto de autonomia de nossa congregação, a ser apresentado ao 41o Concílio Regional.
-          O Concílio me elegeu para atuar em duas áreas regionais como: 1) membro na Comissão Ministerial Regional (a CMR é responsável por recomendar ou não ao Concílio Regional os/as aspirantes à ordem pastoral e presbiteral na Igreja Metodista); 2) Secretário de Estatísticas (responsável por coletar e organizar todos os dados das igrejas locais).
-          Nosso irmão Jefferson representou nossa igreja; ao ser indicado no plenário, obteve 32 votos para o Conselho Fiscal, um número bastante expressivo para uma participação inicial, mesmo que isso não tenha implicado sua eleição. Sua percepção e aprendizado foram excelentes,  aprendendo muito sobre nossa organização e conexão regional.
Creio que Deus tem nos ajudado e muito. Colocamo-nos à disposição do Senhor para atender Sua obra.
Uma análise crítica indica que precisamos crescer numericamente. Hoje somos 22 mil na 5a RE, que tem se despertado, mas as estatísticas sugerem uma estagnação. Nesses últimos cinco anos foi sugerido pelo Bispo Adonias Pereira do Lago que as Igrejas fizessem uma limpeza no Rol, tendo em vista que os números não revelavam a realidade. A última estatística ainda sugere esse procedimento. Agora temos que avançar, crescer e fazer novos discípulos e discípulas.
O nosso tema para o próximo biênio será: “Discípulas e discípulos nos caminhos da missão cumprem o mandato missionário de Jesus”.  
Estudaremos em dezembro e janeiro o Plano Nacional Missionário com toda a liderança, para que nosso planejamento caminhe em consonância com os fundamentos da Igreja Metodista. Os desafios apontados no PNM são: 1) Evangelização e Expansão Missionária; 2) Missão, Igreja e Ministério Pastoral; 3) Missão, Igreja e Ministério de Leigos e Leigas; 4. Missão, Igreja e Discipulado; 5) Missão, Igreja e Meio Ambiente; 6) Missão, Igreja e o Clamor do Desafio Urbano;  7) Igreja e Missão; 8) Missão, Identidade e Confessionalidade; 9) Missão e Igreja Local; 10) Missão e Renovação da Experiência Religiosa; 11) Missão e Comunicação;  12) Missão e Educação Musical - Arte na Igreja Metodista; 13) Missão e Educação e 14) Missão e Ação Social.
Que Deus nos abençoe e nos ajude em nossa caminha rumo a sermos uma Igreja Viva de Discípulos/as que visam cumprir os mandamentos do Senhor.
Em Cristo,
Pr. Kleyson

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Não Tente Cuidar de Todos

“Eu era tão bom em tomar conta dos outros que certa vez encontrei um pedaço de madeira petrificada e passei o ano seguinte tentando fazer com que ele não tivesse tanto medo.” —Terry Kellog

Cada um examine os próprios atos, e então poderá orgulhar-se de si mesmo, sem se comparar com ninguém. — Gálatas 6.4



Você é alguém que zela pelos outros? Algumas pessoas realmente obtêm seu mérito e valor cuidando dos outros. Isso faz parte da identidade delas e elas têm orgulho disso. No entanto, a maioria delas, no fim, acaba por se tornar mártires. Cuidam de todos e constantemente reclamam por ter de fazê-lo. Elas se sacrificam e fazem com que todos se sintam culpados por causa disso.

O que é interessante sobre esse tipo de pessoa é que você não pode impedi-las de fazer o que fazem. Elas não querem ajuda ou resposta, querem reclamar. Conheço uma mulher que fala sobre como sacrificou sua vida inteira cuidando dos outros e o quanto isto é injusto, mas ela ainda se apega a qualquer um de quem possa cuidar.

Algumas pessoas, no entanto, realmente sentem que estão em uma armadilha da qual gostariam de sair, mas simplesmente não sabem como. Se isso ocorre com você, sugiro que descubra sua verdadeira responsabilidade e desista do restante. Naturalmente, haverá pessoas que não vão entender. Vão ficar com raiva e podem até mesmo dizer coisas desagradáveis sobre você, mas pelo menos você pode começar uma vida e preservar sua sanidade.

Tentei ajudar alguém por quatro anos; era um indivíduo ferido e criado em uma casa bastante desestruturada. Eu queria muito ver esta pessoa ter uma vida boa. Nós gastamos tempo, dinheiro e esforço, e desde que nós fizéssemos tudo para ele, as coisas avançavam em uma boa direção. Então, chegou a hora dele sair por conta própria e cuidar de si mesmo. Ele tinha um emprego, um apartamento, um carro, amigos, e nenhum motivo para não ter sucesso na vida. No entanto, logo que deixamos de cuidar de tudo, ele voltou para todos os seus velhos hábitos. Meteu-se em dificuldades e alguém nos chamou para ir buscá-lo. Depois da terceira vez, finalmente percebemos que nós queríamos sua cura e restauração mais do que ele e tivemos de deixá-lo ir.

Se você já tentou ajudar alguém durante anos e a pessoa ainda não se “ajudou”, talvez você deva avaliar se a pessoa realmente quer ajuda ou não. Pode ser que você queira ver uma mudança em sua vida, mas talvez ela não queira mudar. Se você quiser ter uma vida simples, então ajude todas as pessoas que puder de todas as formas, mas não se torne cuidador de pessoas profissional que se sente esgotado e usado.

Pg.142.-143. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Não Tenha um Falso Senso de responsabilidade

“Somos todos alguma coisa, mas nenhum de nós é tudo.” — Blaise Pascal
O meu escudo está nas mãos de Deus, que salva o reto de coração. — Salmo 7:10

Sempre fui uma pessoa muito responsável, de forma que pessoas irresponsáveis tendem a me irritar. No passado, com freqüência me ressentia por ser responsável pelo que pessoas irresponsáveis não faziam, até que Deus me ajudou a perceber, que na realidade, eu tinha um falso senso de responsabilidade. Muito do que fiz não era necessário. Talvez alguns de vocês tenham o mesmo problema.

Você atende automaticamente uma necessidade e faz o que precisa ser feito e, depois, sente pena de si mesmo, porque tem de fazer tudo?  Você pode ficar eternamente frustrado ou pode tomar uma decisão de mudar. Você pode ter sido magoado ou desapontado por alguém que ignorou sua responsabilidade e agora sente que a única forma de evitar mais sofrimento é simplesmente fazer tudo sozinho. No entanto, a experiência me ensinou que esse raciocínio apenas aumenta o problema. Você pode até estar alimentando a irresponsabilidade de uma outra pessoa ao fazer o que ela precisa muito aprender a fazer sozinha.

Muitas vezes as pessoas não fazem o que deveriam fazer, e, então, quando estão encrencadas esperam que alguém pague o preço para livrá-las disso. Quando amamos as pessoas, queremos ajudá-las, mas há momentos em que o amor exigente ajuda mais do que o amor emocional. Fazer o trabalho de outra pessoa apenas alimenta uma atitude imatura, irresponsável e preguiçosa. Por não tentar deixá-las cientes de que se não cuidarem de seus assuntos eles pagarão o preço, não você? Certifique-se de manter sua palavra.

Acho que se alguém de quem eu dependo se esquece de algo algumas vezes, então é natural para mim simplesmente eu mesma fazer. Leva menos tempo do que verificar se a pessoa está fazendo.

Mas o que aprendi fazer é deixar a pessoa assumir sua responsabilidade e, se ela não o fizer, tenho de arranjar alguém que o faça. Não gosto de ferir as pessoas, o que é uma boa qualidade, mas também pode se tornar um problema se não houver equilíbrio. Nós não somos sábios se destruirmos nossa própria vida tentando arrumar a dos outros.

Muitas vezes tive a tendência de eu mesma fazer as coisas para ter a certeza de que seriam feitas do jeito que eu queria. Deus me ensinou que uma pessoa humilde percebe que seu caminho não é o único caminho, e que permitir que as pessoas façam as coisas à sua maneira lhes dá espaço para que sejam elas mesmas. Seu cônjuge não guarda os pratos da mesma forma que você, mas os pratos continuam a ser guardados. Contanto que o trabalho seja feito, realmente importa se é feito de forma diferente do que você faria?

Se você acha que sua vida é complicada, tente simplificá-la fazendo sempre o que é de sua responsabilidade, mas nunca fazendo o que é de responsabilidade de alguma outra pessoa a menos que seja uma situação de emergência. Comece hoje e verifique se você deve ou não realmente fazer tudo o que está fazendo!

Pg.140.-141. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Não se Superestime

“Foi o orgulho que transformou anjos em demônios e é a humildade que faz os homens serem anjos.” — Santo Agostinho
O orgulho do homem o humilha, mas o de espírito humilde obtém honra. — Provérbios 29:23


Não há nada de errado em acreditar em si mesmo. Acredito que é importante ter uma boa opinião sobre si mesmo, porque não creio que Jesus morreu por nós para que viéssemos a nos depreciar e desvalorizar. No entanto, a Bíblia nos ensina a não termos de nós mesmos um conceito mais elevado do que devemos ter; mas, ao contrário, ela nos ensina a ter um conceito equilibrado, lembrando-nos da graça de Deus (ver Romanos 12:3).


Se tivermos um conceito muito elevado de nós mesmos, sempre acabaremos depreciando os outros. Tudo o que fazemos bem, devemos nos lembrar de que Deus nos deu capacidade para fazê-lo. Devemos agradecer a Ele e nunca depreciar qualquer pessoa por suas habilidades serem diferentes das nossas.


Gosto de pensar em mim como o que eu chamo de um “tudo-nada”: tudo em Cristo e nada em mim mesma ou, como diz a Bíblia, “Eu posso todas as coisas através de Cristo” (ver filipenses 4:13) e “Sem Ele não posso fazer nada” (ver João 15:5).


A abordagem simples da vida é ter uma concepção humilde de nós mesmos e estarmos dispostos a servir os outros, cujos talentos podem não ser tão evidentes. Jesus certamente viveu uma vida simples, agradável, e, ainda assim, seu foco inteiro estava em servir Seu Pai celestial, assim como aqueles com os quais entrou em contato diariamente.


Uma pessoa orgulhosa acaba lutando com os relacionamentos. São pessoas críticas e podem facilmente encontrar defeitos nos outros. Não têm possibilidade de obter sucesso por muito tempo, porque, como o escritor de Provérbios nos diz, o orgulho vem antes da destruição e o espírito altivo, antes da queda (ver Provérbios 16:18).


Ter uma atitude apropriada para com nós mesmos é o início da possibilidade de desfrutarmos da paz de espírito. Quando temos paz de espírito, podemos realmente começar a apreciar a vida.



Pg.122-123. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

sábado, 12 de novembro de 2011

Mantenha a Oração Simples

“Não ore por uma vida fácil. Ore para ser um homem mais forte! Não ore por tarefas iguais à sua capacidade. Ore para que sua capacidade seja igual às suas tarefas.” — Phillip Brooks

Que os teus ouvidos estejam atentos e os teus olhos estejam abertos para a oração que o teu servo está fazendo diante de ti, daí e noite. — Neemias 1.6

Muitas pessoas lutam com sua vida de oração. Sentem-se frustradas e confusas, e creio que é porque pensam que uma oração simples pode não ser aceitável para Deus. De alguma forma, nós acreditamos na idéia de que a oração deve ser eloqüente, longa e perfeita. Deus tem me desafiado a orar de forma simples, dizendo a Ele o que quero ou preciso, com o mínimo de palavras possível, mas sendo muito sincera. Acho que muitas vezes tentamos dizer tanta coisa que perdemos o nosso foco. Acabamos apenas divagando e tendo dificuldade para liberar nossa fé. Fazemos com que o enfoque da oração esteja mais nas palavras do que Nele.

Podemos orar por um longo tempo, mas de alguma forma sentir como se não tivéssemos terminado ou como se as nossas orações não chegassem até Deus. Também atribuo isto ao fato de não se manter a oração simples. Por exemplo, se você pecou por não ser honesto com relação a algo, pode simplesmente tentar dizer: “Pai, eu lhe peço que me perdoe por ter sido desonesto e recebo o Seu perdão agora, em nome de Jesus, amém!”

Fique um pouco na Presença de Deus e receba pela fé o que acabou de pedir. Agora, se você precisa reparar algo, corrigindo sua afirmação anterior sobre outra pessoa, vá em frente e faça isso, mas também, perceba que não estamos mais sob condenação. Deus o perdoou, de modo que você pode perdoar a si mesmo. Uau! Isso é simples, não é? Ore assim e vai sentir que sua oração terminou!

A natureza da fé é simples. Não há nada de complicado com ela. A fé simplesmente crê, confia e descansa em Deus. A fé acredita na Palavra de Deus. A fé sabe que Deus é fiel e que nada é impossível para Ele.

O próprio Deus é simples. Quando Moisés lhe pediu que explicasse quem Ele era, Deus disse: “EU SOU” (Êx 3:14). Quando buscamos na Bíblia a resposta a todos os nossos problemas, nós a encontramos sempre dita com termos simples — “Crer” (ver João 11:40). Somos instruídos a simplesmente recebê-lo como uma criança (ver Lucas 18:17), Eu não encontro muitas crianças tentando ser eloqüentes ou notáveis quando pedem alguma coisa aos pais. Elas são claras, simples e diretas. A oração simples irá ajudar a gerar uma vida simples, então comece imediatamente a fazer as orações que Deus vai ouvir.

Pg.136.-137. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

Viva Com Uma Margem de Tempo

“Metade de nossa vida é gasta tentando encontrar alguma coisa para fazer com o tempo que corremos a vida toda para economizar.”—Will Rogers

Pois Davi dissera: “Uma vez que o Senhor, o Deus de Israel, concedeu descanso ao seu povo e veio habitar para sempre em Jerusalém”.— 1 Crônicas 23.25

Se você for como eu, não gosta de perder um minuto de tempo. Prefere acertar as contas no talão de cheque, enquanto está esperando no consultório médico em vez de ler uma revista. Muitas vezes organiza compromissos e faz as ligações enquanto está sentado na oficina mecânica ou na fila de carros da escola de seu filho.

Você se orgulha de nunca perder tempo. Isso pode parecer bom, mas não é muito realista. Quando planejo todos os compromissos muito perto uns dos outros em um esforço de não perder tempo, sempre acabo frustrada e correndo por todos os lados para não chegar atrasada. O que precisamos é de uma margem de tempo entre as coisas. Isso significa que precisamos aumentar o tempo de cada tarefa ou compromisso, esperando não precisar usá-lo, mas tendo o tempo disponível caso seja necessário. Posso conseqüentemente reconhecer que absolutamente tudo demora um pouco mais do que nós pensamos. As coisas que não prevemos, como um telefonema de última hora, não conseguir encontrar as chaves do carro ou um telefone celular esquecido podem nos atrasar e complicar muito as coisas, se tentarmos acumular muitos compromissos no cronograma.


Constantemente acontece de eu entrar em meu carro e ter de voltar para casa até três vezes para pegar as coisas que esqueci por causa de minha pressa ao sair.Parece que tenho tentado durante toda minha vida evitar chegar cedo a qualquer lugar, sem nada para fazer senão esperar. Gostaria também de acrescentar que, até pouco tempo, eu planejava as coisas sem deixar uma margem de tempo e, geralmente, acabava chegando atrasada ou chegando a tempo, mas frustrada e estressada.


Mas a boa notícia é que estou mudando. Vi a luz e agora regularmente planejo um tempo extra para imprevistos, que naturalmente não espero, mas que quase sempre acontecem. Ainda não consegui totalmente, mas estou determinada a continuar tentando, porque não quero mais viver uma vida complicada.É melhor fazer menos com paz do que fazer mais com estresse. Em quais áreas de sua vida você precisa acrescentar um tempo?


Sugiro que você comece a adicionar quinze minutos a cada tópico de sua lista diária de afazeres. Você provavelmente vai acabar usando-os, mas se por acaso você tiver algum tempo livre, tente descansar. Tire umas miniférias. Feche os olhos, coloque a cabeça para trás e relaxe. Isso irá ajudá-lo a se preparar para o que vem a seguir em sua programação.

Pg.138.-139. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Não Deixe o trabalho Acumular

“O ócio é um pecado constante e o trabalho é um dever. A ociosidade é a oficina do diabo para a tentação e para reflexões desorientadas e não proveitosas, ao passo que o trabalho tem valor para os outros e para nós mesmos.” — Anne Baxter

Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: “Há maior facilidade em dar do que em receber”. — Atos 20:35

Você se sente sufocado quando olha ao redor e pensa seriamente em quantas coisas precisa fazer? Uma boa maneira de simplificar sua vida é nunca deixar o trabalho acumular. Quando você está diante de um projeto que não quer fazer, é fácil decidir realizá-lo posteriormente ou esperar até amanhã. Mas você tem de exercer a força de vontade para permanecer numa tarefa e não desperdiçar o tempo encontrando desculpas para não terminar seu trabalho. Você já deve ter ouvido a frase: “Cabeça vazia é oficina do diabo”.
Quando nos permitimos ser ociosos podemos encontrar um milhão de desculpas para nos impedir de ficar ocupados. Você pode dizer a si mesmo: “Preciso de mais tempo para cuidar desse projeto do que disponho hoje” ou você pode dizer: “Estou só muito cansado”. Você pode meramente convencer a si mesmo: “Eu simplesmente não sou capaz de tratar disso agora.” Seja qual for a desculpa que você cria, a verdade é que, se você estivesse ocupado trabalhando, sua mente não teria tempo para vir com desculpas e os trabalhos não se acumulariam.

Viver uma vida simples requer autocontrole. Você deve decidir o que precisa ser feito e sistematicamente executar. Não há desculpas! Pode ser duro no início, especialmente se você não tiver sido disciplinado no passado, mas as recompensas da ordem e domínio próprio valem a pena o esforço. A Bíblia diz que a disciplina traz frutos de paz (ver Hebreus 12:11).

Se você acredita em seu coração que o projeto em questão é algo que você deveria fazer, então eu o encorajo a tomar uma decisão de não adiá-lo a menos que enfrente uma situação de emergência que não pode controlar. Resolva e mantenha-se decidido a completar o trabalho! Quando você o fizer, vai se sentir melhor consigo mesmo e terá a alegria simples de saber que fez o que era certo.

Pg.128.-129. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

domingo, 30 de outubro de 2011

Planeje com Antecedência

“Primeiro diga a si mesmo o que você deveria ser; depois faça o que tem de fazer.” — Epíteto

Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos. — Provérbios 16.9

Tive recentemente uma consulta com um nutricionista e personal trainer que está trabalhando comigo para que eu possa ter uma ótima saúde e energia. Depois de me avaliar e passar o meu programa, ele disse: “Será impossível você fazer isso se não planejar com antecedência.” Tenho de voluntariamente planejar ir à loja de produtos naturais para que eu possa ter muitas opções de alimentos apropriados em casa. É fácil fazer escolhas alimentares erradas, se você não tiver opções saudáveis disponíveis. Quando viajo, tenho de planejar com antecedência e levar alimentos não perecíveis comigo que estejam de acordo com meu programa. Quando como fora, preciso saber que tipo de comida o restaurante serve para que eu possa ter certeza de que contém produtos em seu cardápio que satisfaçam as minhas exigências. Todas essas coisas levam tempo e requerem um esforço extra, mas são vitais se eu quiser alcançar o resultado que desejo.

Também preciso realmente me planejar com antecedência, a fim de arrumar tempo para me exercitar. Preciso fazer musculação e procurar uma oportunidade para ir à academia. Tenho de acordar cedo e, eventualmente, dizer não a outras saídas que irão me impedir de atingir meu objetivo. Não tenho de ser legalista, mas tenho de ser disciplinada.

A maior parte de minha vida eu detestei a idéia de programas de exercícios e tinha certeza de que não tinha tempo para isso até que Deus realmente me mostrou que se eu não ficasse mais forte, não teria condições de cumprir Seu chamado em minha vida. É incrível o que podemos fazer se realmente quisermos. Na maioria das vezes usamos a desculpa de “eu não tenho tempo de” para as coisas que não queremos fazer. Mas a verdade é que nunca dedicamos um tempo para fazê-las. Todos nós temos a mesma quantidade de tempo a cada dia e é nossa responsabilidade o que fazemos com ele.

No mínimo, deveríamos ser honestos para com nós mesmos e com os outros e dizer: ”Eu não faço isso porque não quero dispensar tempo, energia e esforço nisso.” A verdade é que nos liberta (ver João 8:32), portanto se formos bastante honestos e sinceros com nós mesmos, talvez possamos ver uma mudança positiva.

Estes princípios irão ajudá-lo em qualquer área de sua vida, de forma que o encorajo a orar e decidir o que você quer fazer com seu tempo e, em seguida, planejar com antecedência para que realmente acabe fazendo isso. Se você realmente quiser fazer algo, terá de ser muito determinado para não deixar que outras coisas roubem seu tempo. Terá de comandar sua vida em vez de permitir que ela comande você.

Pg.130.-131. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Não Deixe o trabalho Acumular

“O ócio é um pecado constante e o trabalho é um dever. A ociosidade é a oficina do diabo para a tentação e para reflexões desorientadas e não proveitosas, ao passo que o trabalho tem valor para os outros e para nós mesmos.” — Anne Baxter


Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: “Há maior facilidade em dar do que em receber”— Atos 20:35


Você se sente sufocado quando olha ao redor e pensa seriamente em quantas coisas precisa fazer? Uma boa maneira de simplificar sua vida é nunca deixar o trabalho acumular. Quando você está diante de um projeto que não quer fazer, é fácil decidir realizá-lo posteriormente ou esperar até amanhã. Mas você tem de exercer a força de vontade para permanecer numa tarefa e não desperdiçar o tempo encontrando desculpas para não terminar seu trabalho. Você já deve ter ouvido a frase: “Cabeça vazia é oficina do diabo”.
Quando nos permitimos ser ociosos podemos encontrar um milhão de desculpas para nos impedir de ficar ocupados. Você pode dizer a si mesmo: “Preciso de mais tempo para cuidar desse projeto do que disponho hoje” ou você pode dizer: “Estou só muito cansado”. Você pode meramente convencer a si mesmo: “Eu simplesmente não sou capaz de tratar disso agora.” Seja qual for a desculpa que você cria, a verdade é que, se você estivesse ocupado trabalhando, sua mente não teria tempo para vir com desculpas e os trabalhos não se acumulariam.


Viver uma vida simples requer autocontrole. Você deve decidir o que precisa ser feito e sistematicamente executar. Não há desculpas! Pode ser duro no início, especialmente se você não tiver sido disciplinado no passado, mas as recompensas da ordem e domínio próprio valem a pena o esforço. A Bíblia diz que a disciplina traz frutos de paz (ver Hebreus 12:11).


Se você acredita em seu coração que o projeto em questão é algo que você deveria fazer, então eu o encorajo a tomar uma decisão de não adiá-lo a menos que enfrente uma situação de emergência que não pode controlar. Resolva e mantenha-se decidido a completar o trabalho! Quando você o fizer, vai se sentir melhor consigo mesmo e terá a alegria simples de saber que fez o que era certo.

Pg.128.-129. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Seja uma Pessoa Fácil de Conviver


“Reunir-se é um começo, permanecer juntos é um progresso e trabalhar juntos é um sucesso.”  —Henry Ford

Sem mais, irmãos, despeço-me de vocês! Procurem aperfeiçoar-se, exortem-se mutuamente tenham um só pensamento, vivam em paz. E o Deus de amor e paz estará com vocês.
— 2 Coríntios 13.11
maioria de nós provavelmente gostaria que as pessoas em geral fossem mais agradáveis e fáceis de conviver, mas já consideramos o nosso próprio desempenho nessa área? Por exemplo, como você reage quando não consegue o que deseja? Fica facilmente magoado? É inseguro e precisa de muita atenção para se sentir bem consigo mesmo? Como lida com a correção? É flexível? Você tem maneiras muito específicas de querer que as coisas sejam feitas e, se não forem feitas dessa forma, deixa todo mundo que conhece ciente de que não está feliz? Houve um tempo em minha vida em que as respostas a todas essas questões teriam sido constrangedoras.

Queria mudar todo mundo para que eu pudesse ser feliz, mas Deus me mostrou que, em muitos casos, eu era o problemaA verdade simples é que eu era difícil de agradar e fácil de me irritarQueria as coisas de meu jeito e se não fosse assim eu não reagia de forma muito gentil. Naturalmente, minha atitude complicava minha vida, porque eu passava muito tempo chateada. É impossível desfrutar de uma vida simples, a menos que você seja uma pessoa fácil de conviver.

Foi realmente difícil no início admitir que eu era uma pessoa difícil de conviver, mas quando o fiz, foi o começo de um novo mundo para mim. Rapidamente descobri que era realmente mais fácil adaptar do que exigir que as coisas fossem do meu jeito e passar horas discutindo para obter o que queria.  Constatei que as pessoas davam o seu melhor, e pude parabenizá-las em vez de descobrir a única coisa que não fizeram de acordo com minhas especificações e tomar providências para corrigi-la.

Aprendi que poderia simplesmente deixar passar muitas coisas, pois realmente não faria qualquer diferença no resultado geral. Ao ser capaz de desistir dessas coisas insignificantes, minha vida ficou um pouco mais simples.
Certamente não estou pressupondo que todas as pessoas são difíceis de conviver, mas talvez alguns sejam. Se por acaso você for um deles, então eu sei como se sente, mas posso lhe assegurar que Deus irá ajudá-lo a mudar se você estiver disposto a issoVocê deveria começar a admitir a verdade sobre todas as vezes que foi difícil de conviver com você. Lembre-se que somente a verdade o libertará (ver João 8.32).

Pg.120-121. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Quais são teus limites?


Por Pr. Manuel de Brito

Por incrível que pareça, Alexandre Whortley viveu num mini-trailer até morrer, com a idade de 80 anos. O trailer tinha apenas 90cm de largura, 1,20m de comprimento e 1,50m de altura. Era feito de madeira, tinha um teto de metal e alojava o morador e seus míseros pertences. Não importava onde trabalhasse, Whortley escolheu passar a vida nesse espaço tão confinado, embora acomodações maiores sempre estivessem disponíveis.

É improvável que algum de nós escolhesse morar num cubículo, principalmente se tivéssemos à nossa disposição um espaço maior. Será que estamos nos aprisionando em outros tipos de cubículos nos quais podemos inserir a maneira que estamos vivendo? Somos oprimidos por não perdoar? Sofremos por amargura ou maus hábitos? Fomos dominados pela descrença? Limitamos nossa esperança somente naquilo que está ao nosso alcance, enxergando apenas os pequenos limites e a sufocante esperança contida no curto tempo de nossa existência?

Deus quer que experimentemos a imensa alegria que decorre da Sua força, compreendendo a segurança que temos em Sua proteção divina e a bênção de Sua graça. Mas para tanto, temos que sair de nossos limites espirituais e abandonar toda dúvida, culpa e temor que oprimem nossas almas.

Os tentáculos da incredulidade impedem que apreciemos a extensão da graça de Deus.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Entregue a Deus

“Tudo o que tenho visto ensina-me a confiar em Deus quanto a tudo o que não vi.” (Autor Desconhecido)


Lancem sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de vocês (1 Pedro 5.7).

Provavelmente houve um tempo em sua vida em que você teve um problema e alguém disse: “Simplesmente entregue a Deus.” Embora essa possa não ser a resposta que desejamos ouvir no momento em que estamos sofrendo, ainda é a resposta. Grande parte de nossa infelicidade e confusão é resultado de tentarmos fazer aquilo que só Deus pode fazer.

“Deixe acontecer e deixe Deus ser Deus” é realmente uma boa idéia. Simplifica imediatamente qualquer situação, por mais difícil que seja. Precisamos fazer o que for possível e, então, lançar o restante, juntamente com nossas preocupações, sobre Deus. A Bíblia diz que nós deveríamos fazer o que a crise exige e “tendo feito tudo... permanecer...” (Ef 6.13). A Palavra “permanecer” traduzida no original grego significa “habitar ou descansar em Deus.”

A vida não é complicada quando estamos fazendo algo que parece fácil para nós, mas pode ficar sufocante quando tentamos fazer o que sabemos que não conseguimos. Faça o seu melhor e deixe que Deus faça o resto!

Pergunte a si mesmo se está tentando ser sobre-humano e fazer algo que só Deus pode fazer. Se assim for, pare agora mesmo e entregue a Deus. Diga em voz alta: “Isto é algo que não posso fazer acontecer e entrego agora mesmo a Deus”. Agora, sinta o peso deixá-lo e recuse-se a pegá-lo de volta. Ainda que Deus leve mais tempo do que você planejou, não pegue de volta. Lembre-se de que todo aquele peso o deixava infeliz e que ocorrerá a mesma coisa se você continuar acolhendo-o novamente de braços abertos.

Mantenha a vida simples lançando, de uma vez por todas as suas inquietações e todas as suas aflições sobre Deus. Lembre-se de que pode fazer isso porque Ele tem cuidado de você (ver 1 Pedro 5:7).

Pg.112-113. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Controle Seus Pensamentos

“Afaste seus pensamentos para longe de seus problemas... pelas orelhas, pelos calcanhares ou de qualquer outra forma que você puder fazer isso.” (Mark Twain)


Concentra-te e examina-te — Sofonias 2.1.

Pensamentos confusos e complicados geram uma abordagem confusa e complicada de tudo. Onde a mente vai, o homem vai atrás! Se você quer mudar sua vida, seus pensamentos também devem mudar. A Bíblia diz que para experimentar o bom plano que Deus tem para nós temos de renovar completamente nossa mente. Devemos aprender a pensar como Deus pensa! Será que Deus se preocupa com o que você se preocupa? Será que Ele pensa as mesmas coisas que você tem pensado sobre as pessoas? A verdade é que não são as circunstâncias que nos deixam infelizes, é a maneira como olhamos para elas. Como eu disse no início deste livro, a vida provavelmente não irá mudar, então devemos mudar nossa abordagem dela.

Você pode começar uma revolução em sua vida hoje, simplesmente mudando a maneira de ver as coisas e pensar sobre elas. Podemos controlar os nossos pensamentos ou temos de pensar apenas o que vem à mente? Com certeza podemos controlar os nossos pensamentos. Temos o livre-arbítrio e podemos aprender a escolher nossos pensamentos cuidadosamente. A mente é o campo de batalha e Satanás certamente irá tentar plantar todos os tipos de pensamentos errados em nossas mentes. Ele espera que aceitemos suas mentiras e assim ganhará a batalha da nossa vida. Ele sabe que se possuir nossa mente, ele nos possuirá.

A Palavra de Deus nos ensina a destruir pensamentos falsos (ver 2 Coríntios 10:4-5), e se Deus nos diz para fazer isso, então nós podemos fazê-lo. Aprenda a Palavra de Deus para que você possa conhecer a verdade e ser capaz de se recusar a pensar em qualquer outra batalha, se persistir, você irá vencê-la. Você irá experimentar a vitória!

Você vive em uma casa composta de pensamentos, por isso, se é hora de reformar, comece imediatamente. Não há tempo como o presente para começar a pensar em coisas que irão beneficiá-lo.

Pg.114-115. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Confie em Deus para Mudá-lo

“Você não pode mudar as circunstâncias e não pode mudar as outras pessoas, mas Deus pode mudar você.” —Evelyn A. Theissen

Mas, pela graça de Deus, sou o que sou, e sua graça para comigo não foi em vão; antes, trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo. —1 Coríntios 15.10

Você sempre luta consigo mesmo? Você vê coisas sobre si mesmo que sabe que precisa mudar e tenta desesperadamente mudá-las?

Fiz isso por muitos anos e foram alguns dos mais complicados e frustrantes anos da minha vida. Finalmente vi, através da graça de Deus, que foi um desperdício de tempo tentar corrigir algo que só Deus poderia tratar.

Paulo escreveu que Deus começou a boa obra em nós e Ele vai completá-la (ver Filipenses 1:6). Tento me lembrar de que Deus não me convidou para o jogo, jogou a bola para mim e me disse para fazer o gol sozinha. Nós recebemos tudo o que precisamos da mesma maneira que recebemos Jesus: crendo. A única coisa que recebemos através da luta e do esforço é a frustração. Eu me lembro de colocar uma placa na minha geladeira que dizia: “Frustração = obras da carne”. Deus graciosamente tem me ensinado que cada vez que me sinto frustrada, é porque estava assumindo e tentando fazer algo sem a Sua ajuda. É o que a Sua Palavra chama de “obras da carne” e é algo que Ele detesta. Honramos a Deus quando dependemos Dele em todas as coisas.

Quando Deus nos mostra algo que está errado conosco, tudo o que Ele quer que façamos é que concordemos com Ele e que nos arrependamos. Recomendo que você diga a Ele que não pode mudar a menos que Ele o ajude e que lhe agradeça diariamente por Ele estar fazendo isso. Você pode não ver os resultados no início, mas a fé funciona.

Uma pessoa que vive pela fé começa por acreditar naquilo que não vê ou sente, e obtém resultados à medida que continua acreditando e esperando pacientemente. Pare de lutar consigo mesmo e acredite que Deus está trabalhando em você agora mesmo e que você vai ver os resultados. Deus pode mudá-lo para melhor e para sempre.
  
Pg.106-107. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

sábado, 3 de setembro de 2011

Não Se Preocupe Com os Homens Maus


“Acredito que Deus está controlando todos os assuntos e que Ele não necessita dos meus conselhos. Com Deus no controle, acredito que tudo dará certo no final. Então, o que há para se preocupar?”  - Henry Ford

Não se aborreça por causa dos homens maus e não tenha inveja dos perversos. —Salmo 37.1

Paulo disse a Timóteo que nos últimos dias os tempos seriam muito difíceis e terríveis de se suportar, porque as pessoas seriam egoístas, avarentas, abusivas, rebeldes, orgulhosas e arrogantes (ver 2 Timóteo 3:1). Amigos, estamos vivendo nesses tempos que Paulo falou. Algumas dessas pessoas podem ter vindo à sua mente enquanto você lê essas palavras. Nestes dias, certamente seria muito fácil se preocupar com inúmeras coisas, incluindo esses tipos de pessoas, mas Deus nos diz para não nos aborrecermos por causa dos homens maus, mas para confiar Nele e continuar fazendo o bem (ver Salmo 37).

A vida se torna muito complicada se não permanecermos concentrados no que é certo. Nossa tendência é focar no problema imediato, mas o que realmente precisamos fazer é nos concentrar em fazer a vontade de Deus. Às vezes fico muito cansada de ouvir as pessoas falarem sobre todos os problemas em nosso mundo de hoje. Creio que deveríamos falar sobre o que podemos fazer para torná-lo um lugar melhor, não apenas o que está errado com ele.
Não estou sugerindo que ignoremos os problemas, mas em vez de nos preocuparmos com eles, vamos procurar soluções.

Jesus teve problemas em Sua época, mas Ele se concentrou em obedecer a Deus e ajudar as pessoas. Deus cuidará dos malfeitores no devido tempo. Ele diz que em breve vamos procurar onde eles costumavam ficar e eles terão desaparecido (ver Salmo 37.10).

Às vezes parece que aqueles que fazem o mal realmente se saem melhor do que as pessoas boas e isso é frustrante e confuso. Mas Deus promete que, no final, os mansos herdarão a terra (ver Salmo 37:11). Eu me recuso a desperdiçar o meu tempo ficando frustrada com as más decisões de outra pessoa. Ainda acredito que há mais coisas boas no mundo do que más e estou empenhada em olhar para essas coisas e falar sobre elas.

Pg.104-105. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.