Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Agradando a Deus


Textos: Gênesis 4.3-7 e Efésios 4.26-27
Esta semana tivemos uma ministração na célula em Deus que falou muito aos nossos corações. Em primeiro lugar, ao preparar para o momento da reunião, orei ao Senhor e pensei no quanto tempos realmente agradado a Deus, o quanto temos estado à disposição dele. Pensando nisso também compartilho com vocês, nesta palavra pastoral, tendo em vista que podemos tirar muitas e boas lições para nossa vida.

O texto de Gênesis, no capítulo 4, dos versos e a 7, nos relatam a historia de Caim e Abel. E o desdobrar dessa história não é nada bom, Caim mata seu irmão Abel por sentir que sua oferta foi rejeitada por Deus.
Ser rejeitado não é uma experiência agradável para ninguém e pode despertar os mais variados sentimentos. O ser rejeitado por Deus deixou Caim irado a ponto de tirar a vida do seu próprio irmão. Mas o que levou Caim a ser rejeitado por Deus?
Há uma grande necessidade de agradarmos a Deus, e muitas vezes precisamos romper com as rejeições, antes que elas nos levem a um afastamento do amor e da vontade de Deus. Se quisermos agradar a Deus precisamos aprender a: dar o melhor a Deus, proceder bem e não dar lugar ao diabo.
Em primeiro lugar, vemos que Caim não entendeu que precisamos dar o melhor a Deus. O texto narra que depois de “algum tempo” Caim trouxe uma oferta ao Senhor, enquanto Abel trouxe as primícias, isto é, os primeiros frutos, como oferta a Deus. Caim oferta uma sobra do que possuía, enquanto seu irmão Abel ofertou todo o resultado de seu trabalho até aquele momento. Abel deu o que tinha de melhor a Deus.
Entendo que muitas vezes fazemos o mesmo que Abel ao dar aquela menor nota no momento da oferta que está em nossa carteira, separamos o tempo que sobra para falarmos e orarmos a Deus, em momentos que muitas vezes nem conseguimos abrir nossos olhos de tanto cansaço, abrimos nosso guarda-roupa para “doar” as roupas que nem nós daríamos conta de usar, muitas vezes rasgadas ou tão velhas que viraram roupas de um moda “retrô”.
Dar o melhor para mim significa separar o que vem antes de tudo. Antes do nosso desejo, da nossa vontade, das nossas necessidades. Significa priorizarmos o Reino em detrimento à nossa vontade. Nem sempre será a maior nota, o gado mais gordo, mas aquela nota que Deus colocou em nosso coração antes até do momento da oferta, às vezes a nota em nossa carteira não corresponderá fazendo necessário preenchermos um cheque. Quando falamos de gado, será aquele que acharmos que ser o melhor também pra nós. Se quisermos agradar a Deus devemos aprender a dedicar o nosso melhor a Ele. O que importa não é a oferta, mas o que ela representa: que amamos a Deus sobre todas as coisas.
Em segundo, precisamos proceder bem. No verso 7 fica claro que Caim desejava uma coisa e Deus havia mandado fazer outra coisa. Caim fez o que queria (esperou estar tranqüilo para ofertar a Deus) e não o que Deus ensinou. Podemos proceder bem se aprendermos e colocarmos em prática o que temos aprendido: Obedecer a Deus e as autoridades colocadas por Ele em nossa vida. Caim deixou o desejo de seu coração dominá-lo e fez o que queria, procedeu mal, desobedeceu a Deus. Quando procedemos bem nossa oferta é aceita, nossas orações chegam aos céus, nossa família é restaurada, e nosso coração arde por agradar a Deus. Quer que Deus ensine a você a proceder bem? Então queira agradar a Deus.
Por fim, precisamos evitar em dar lugar ao diabo. Ao darmos lugar à ira em nossas vidas podemos, com isso também, dar lugar ao diabo.  A Bíblia ensina que não devemos dormir sem resolver a nossa ira. Quando agimos assim damos lugar ao diabo.
Conversando na minha célula penso que muitas são oportunidades que devemos ter cuidado para não darmos lugar ao diabo no momento da ira: trânsito urbano e rodoviário, filas de mercado e bancos, atrasos de dividendos... Devemos tomar cuidado, e aproveita situações de adversidades para transformá-las em espaços de evangelismo, de dependência e tratamento de Deus. Ao dar lugar ao diabo desagradaremos a Deus.
Quero finalizar dizendo que Abel agradou a Deus e sua oferta foi aceita. Você quer que sua oferta seja aceita diante do Senhor?! Então aprenda e coloca em sua vida que precisamos aprender a colocar o Reino de Deus em primeiro lugar, e que as demais coisas nos serão acrescentadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário