Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

domingo, 5 de junho de 2011

A felicidade exige valentia!


Quero citar Fernando Pessoa que tão sublimemente conseguiu em suas palavras dizer dessa valentia que necessitamos para nos mover em direção à alegria de ser feliz. Em suas palavras, o poeta diz: “Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo...”


Tenho a impressão que Fernando Pessoa conhecia a Bíblia. Até parece que ele viu 1 Pe 1.6, quando o Apóstolo afirmava que mesmo nas tristezas e provações (que são temporãs) podemos exultar (1 Alegrar-se, regozijar-se:Exultar de felicidade. Exultou pelo nascimento do filho. Exultaria sobre os louros da vitória. Recebendo a boa nova, exultamos. 2 Alvoroçar-se). Quando o poeta cita que pode agradecer a Deus pelo milagre da vida, tenho a impressão que conhecia 1 Pe 4,14, que diz não haver problemas quando somos insultados por causa do nome de Cristo, mas que somos felizes, porque o Espírito da glória, o Espírito de Deus, repousa sobre nós! E não é verdade queridos/as? No milagre da vida vemos Deus e nos rendemos a Ele. E tantas vezes seremos insultados por trazer conosco o nome mais poderoso do universo, o nome mais lindo e sublime, o nome de Jesus!?


Mesmo nos sofrimentos somos encorajados por Deus a sermos alegres e felizes! O que dizer  contra o testemunho do Apóstolo Paulo quando em prisão concluía sua carta aos Colossenses, e no primeiro capítulo, no versículo 24 relatava que se alegrava mesmo em seus sofrimentos, e fazia isso por amor a Cristo e à Igreja! Sofria com o próprio corpo pelo corpo de Cristo.


Para ser feliz precisamos sim ser valentes. Valentes como o próprio Paulo, que por sua Fé ignorava os sofrimentos com sofrimentos na sua carne, por causa da alegria do Evangelho. Levar, crer e viver o Evangelho é só para os valentes! Não há Evangelho de covardes! Cristo é o estereótipo! Ele é o modelo, nossa matriz! Enfrentar a cruz é o maior ato de coragem já descrito na história. Somente os valentes levarão sua cruz e sofrerão os ataques organizados para defender a suficiência de Cristo num mundo de heresias e sofismas!


Oro para que possa viver todos os dias a realidade vertical e horizontal do Evangelho, que me permitirá fazer as declarações de Hb 11,25-26: “preferindo ser maltratado com o povo de Deus a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo. Por amor de Cristo, considerou sua desonra uma riqueza maior do que os tesouros do Egito, porque contemplava a sua recompensa”!


Coragem e força! Para ser feliz, é preciso ter... é preciso
ser...


Rev. Cristian Alessandro Silveira Rizos

Nenhum comentário:

Postar um comentário