Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

sábado, 9 de julho de 2011

Os sentidos de Deus



No Congresso Geral, no culto de abertura, o bispo João Carlos esteve ministrando sobre o texto de João 3.1-12. O Encontro de Jesus com Nicodemos. Homem temente a Deus e conhecedor dos da lei, isto é 613 mandamentos. Esse homem parece muito conosco. Jesus tem 6 outros encontros que somente o Ev. João narra, mas esse sétimo encontro, o do Nicodemos mostra-nos coisas muito importantes para nós.

Temos sentidos para conhecer a Deus: visão, audição, paladar, olfato.

Os sentidos servem para um fim próprio, não podem fazer algo ao contrário do sentido. Eu não posso ouvir uma flor, experimentar uma música, ou sentir a comida. Temos sentidos para conhecer a Deus. Não conhecemos a Deus pela mente em primeiro lugar, e sim pelo espírito (1 Co 2.11 e 12 - Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus).


Nós não fomos gerados para ficar no útero, que é a única realidade que uma criança conhece, e sim somos criados para um algo maior. Olho por olho, dente por dente, te pego na esquina... por exemplo são coisas pequenas, nós fomos criados por Deus para coisas maiores. Não para mesquinharia e sim para sua Glória.

Não somos medidos por aquilo que possuímos e sim por aquilo que Deus me faz ser. Jesus disse: EU SOU: caminho, verdade e a vida. Isto deve fazer parte de nossa vida: EU SOU!


“Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?”(v.12). Jesus disse isso a Nicodemos tendo em vista que era para ele saber que o Reino de Deus se fazia manifesto aqui na terra. Cremos que Deus tem muito a derramar em nossas vidas, mas para isso, precisamos ser achados e amados por Deus, assim como ele nos amou primeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário