Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Evite o Excesso de Raciocínio

“O tempo faz mais transformações do que a razão.”
—Thomas Paine

Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie no seu próprio entendimento.
—Provérbios 3.57

A Plavra de Deus nos ensina a não confiar em nosso próprio entendimento. Isso significa simplesmente que não precisamos perder nosso tempo tentando entender coisas que só Deus sabe. Não significa que não devemos pensar sobre as coisas, mas significa que não devemos nos tornar obcecados pelos desafios e os conflitos que aparecem diariamente. Deus nos convida a simplificar nossa vida, confiando Nele e vivendo em fé, mas a confiança sempre significa que teremos algumas perguntas não respondidas em nossa vida. Se soubéssemos tudo, não precisaríamos de Deus! Admita que você não sabe tudo e não se preocupe com isso. Não é o seu trabalho ter todas as respostas; seu trabalho é confiar em Deus para dar as respostas no tempo certo.

Durante um momento de desespero, ao perceber que precisava simplificar minha vida, uma das primeiras coisas que tive de abrir mão foi do raciocínio. Minha mente tinha de ser simples se a minha vida ia ser simples. Tive de parar de analisar e de me preocupar com coisas que não devia. Ficar constantemente concentrando minha mente em torno de cada assunto, tentando chegar a uma resposta que fizesse sentido, certamente não era simples. Sentia-me mentalmente esgotada na maior parte do tempo e muito do que pensei que havia descoberto acabou se mostrando errado. Deus me revelou que eu era viciada em raciocínio. Não conseguia me acalmar e me sentir tranqüila até pensar que havia entendido tudo na vida. Tinha de ser “desmamada” do raciocínio, como um bebê que tem de se desacostumar da chupeta.

Finalmente tomei a decisão de parar de tentar entender as coisas, mais demorou um pouco para minha carne sossegar e eu me sentir em paz quando tinha perguntas não respondidas. Cada vez que eu começava a me sentir confusa, sabia que havia me metido no meu velho hábito e dizia em voz alta: ”Deus, eu confio no Senhor e me recuso a entrar no raciocínio.” Gradualmente, comecei a ficar completamente livre do que eu chamo de “a necessidade de saber”. Agora estou tranqüila sem saber, porque conheço a Deus e Ele sabe tudo. Ele também vai me deixar saber se e quando eu precisar saber, por isso, enquanto espero, posso descansar em Seu amor e sei que Ele está no controle. Este processo demorou um pouco para se desenvolver em minha vida, mas tem valido a pena. Se você é alguém que tenta analisar tudo demasiadamente, sugiro que comece hoje a romper com seu vício de raciocínio e aprenda a confiar no Raciocinador Mestre, o Próprio Deus!

 
Pg.93-94. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário