Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Não Tenha um Falso Senso de responsabilidade

“Somos todos alguma coisa, mas nenhum de nós é tudo.” — Blaise Pascal
O meu escudo está nas mãos de Deus, que salva o reto de coração. — Salmo 7:10

Sempre fui uma pessoa muito responsável, de forma que pessoas irresponsáveis tendem a me irritar. No passado, com freqüência me ressentia por ser responsável pelo que pessoas irresponsáveis não faziam, até que Deus me ajudou a perceber, que na realidade, eu tinha um falso senso de responsabilidade. Muito do que fiz não era necessário. Talvez alguns de vocês tenham o mesmo problema.

Você atende automaticamente uma necessidade e faz o que precisa ser feito e, depois, sente pena de si mesmo, porque tem de fazer tudo?  Você pode ficar eternamente frustrado ou pode tomar uma decisão de mudar. Você pode ter sido magoado ou desapontado por alguém que ignorou sua responsabilidade e agora sente que a única forma de evitar mais sofrimento é simplesmente fazer tudo sozinho. No entanto, a experiência me ensinou que esse raciocínio apenas aumenta o problema. Você pode até estar alimentando a irresponsabilidade de uma outra pessoa ao fazer o que ela precisa muito aprender a fazer sozinha.

Muitas vezes as pessoas não fazem o que deveriam fazer, e, então, quando estão encrencadas esperam que alguém pague o preço para livrá-las disso. Quando amamos as pessoas, queremos ajudá-las, mas há momentos em que o amor exigente ajuda mais do que o amor emocional. Fazer o trabalho de outra pessoa apenas alimenta uma atitude imatura, irresponsável e preguiçosa. Por não tentar deixá-las cientes de que se não cuidarem de seus assuntos eles pagarão o preço, não você? Certifique-se de manter sua palavra.

Acho que se alguém de quem eu dependo se esquece de algo algumas vezes, então é natural para mim simplesmente eu mesma fazer. Leva menos tempo do que verificar se a pessoa está fazendo.

Mas o que aprendi fazer é deixar a pessoa assumir sua responsabilidade e, se ela não o fizer, tenho de arranjar alguém que o faça. Não gosto de ferir as pessoas, o que é uma boa qualidade, mas também pode se tornar um problema se não houver equilíbrio. Nós não somos sábios se destruirmos nossa própria vida tentando arrumar a dos outros.

Muitas vezes tive a tendência de eu mesma fazer as coisas para ter a certeza de que seriam feitas do jeito que eu queria. Deus me ensinou que uma pessoa humilde percebe que seu caminho não é o único caminho, e que permitir que as pessoas façam as coisas à sua maneira lhes dá espaço para que sejam elas mesmas. Seu cônjuge não guarda os pratos da mesma forma que você, mas os pratos continuam a ser guardados. Contanto que o trabalho seja feito, realmente importa se é feito de forma diferente do que você faria?

Se você acha que sua vida é complicada, tente simplificá-la fazendo sempre o que é de sua responsabilidade, mas nunca fazendo o que é de responsabilidade de alguma outra pessoa a menos que seja uma situação de emergência. Comece hoje e verifique se você deve ou não realmente fazer tudo o que está fazendo!

Pg.140.-141. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Não se Superestime

“Foi o orgulho que transformou anjos em demônios e é a humildade que faz os homens serem anjos.” — Santo Agostinho
O orgulho do homem o humilha, mas o de espírito humilde obtém honra. — Provérbios 29:23


Não há nada de errado em acreditar em si mesmo. Acredito que é importante ter uma boa opinião sobre si mesmo, porque não creio que Jesus morreu por nós para que viéssemos a nos depreciar e desvalorizar. No entanto, a Bíblia nos ensina a não termos de nós mesmos um conceito mais elevado do que devemos ter; mas, ao contrário, ela nos ensina a ter um conceito equilibrado, lembrando-nos da graça de Deus (ver Romanos 12:3).


Se tivermos um conceito muito elevado de nós mesmos, sempre acabaremos depreciando os outros. Tudo o que fazemos bem, devemos nos lembrar de que Deus nos deu capacidade para fazê-lo. Devemos agradecer a Ele e nunca depreciar qualquer pessoa por suas habilidades serem diferentes das nossas.


Gosto de pensar em mim como o que eu chamo de um “tudo-nada”: tudo em Cristo e nada em mim mesma ou, como diz a Bíblia, “Eu posso todas as coisas através de Cristo” (ver filipenses 4:13) e “Sem Ele não posso fazer nada” (ver João 15:5).


A abordagem simples da vida é ter uma concepção humilde de nós mesmos e estarmos dispostos a servir os outros, cujos talentos podem não ser tão evidentes. Jesus certamente viveu uma vida simples, agradável, e, ainda assim, seu foco inteiro estava em servir Seu Pai celestial, assim como aqueles com os quais entrou em contato diariamente.


Uma pessoa orgulhosa acaba lutando com os relacionamentos. São pessoas críticas e podem facilmente encontrar defeitos nos outros. Não têm possibilidade de obter sucesso por muito tempo, porque, como o escritor de Provérbios nos diz, o orgulho vem antes da destruição e o espírito altivo, antes da queda (ver Provérbios 16:18).


Ter uma atitude apropriada para com nós mesmos é o início da possibilidade de desfrutarmos da paz de espírito. Quando temos paz de espírito, podemos realmente começar a apreciar a vida.



Pg.122-123. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

sábado, 12 de novembro de 2011

Mantenha a Oração Simples

“Não ore por uma vida fácil. Ore para ser um homem mais forte! Não ore por tarefas iguais à sua capacidade. Ore para que sua capacidade seja igual às suas tarefas.” — Phillip Brooks

Que os teus ouvidos estejam atentos e os teus olhos estejam abertos para a oração que o teu servo está fazendo diante de ti, daí e noite. — Neemias 1.6

Muitas pessoas lutam com sua vida de oração. Sentem-se frustradas e confusas, e creio que é porque pensam que uma oração simples pode não ser aceitável para Deus. De alguma forma, nós acreditamos na idéia de que a oração deve ser eloqüente, longa e perfeita. Deus tem me desafiado a orar de forma simples, dizendo a Ele o que quero ou preciso, com o mínimo de palavras possível, mas sendo muito sincera. Acho que muitas vezes tentamos dizer tanta coisa que perdemos o nosso foco. Acabamos apenas divagando e tendo dificuldade para liberar nossa fé. Fazemos com que o enfoque da oração esteja mais nas palavras do que Nele.

Podemos orar por um longo tempo, mas de alguma forma sentir como se não tivéssemos terminado ou como se as nossas orações não chegassem até Deus. Também atribuo isto ao fato de não se manter a oração simples. Por exemplo, se você pecou por não ser honesto com relação a algo, pode simplesmente tentar dizer: “Pai, eu lhe peço que me perdoe por ter sido desonesto e recebo o Seu perdão agora, em nome de Jesus, amém!”

Fique um pouco na Presença de Deus e receba pela fé o que acabou de pedir. Agora, se você precisa reparar algo, corrigindo sua afirmação anterior sobre outra pessoa, vá em frente e faça isso, mas também, perceba que não estamos mais sob condenação. Deus o perdoou, de modo que você pode perdoar a si mesmo. Uau! Isso é simples, não é? Ore assim e vai sentir que sua oração terminou!

A natureza da fé é simples. Não há nada de complicado com ela. A fé simplesmente crê, confia e descansa em Deus. A fé acredita na Palavra de Deus. A fé sabe que Deus é fiel e que nada é impossível para Ele.

O próprio Deus é simples. Quando Moisés lhe pediu que explicasse quem Ele era, Deus disse: “EU SOU” (Êx 3:14). Quando buscamos na Bíblia a resposta a todos os nossos problemas, nós a encontramos sempre dita com termos simples — “Crer” (ver João 11:40). Somos instruídos a simplesmente recebê-lo como uma criança (ver Lucas 18:17), Eu não encontro muitas crianças tentando ser eloqüentes ou notáveis quando pedem alguma coisa aos pais. Elas são claras, simples e diretas. A oração simples irá ajudar a gerar uma vida simples, então comece imediatamente a fazer as orações que Deus vai ouvir.

Pg.136.-137. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

Viva Com Uma Margem de Tempo

“Metade de nossa vida é gasta tentando encontrar alguma coisa para fazer com o tempo que corremos a vida toda para economizar.”—Will Rogers

Pois Davi dissera: “Uma vez que o Senhor, o Deus de Israel, concedeu descanso ao seu povo e veio habitar para sempre em Jerusalém”.— 1 Crônicas 23.25

Se você for como eu, não gosta de perder um minuto de tempo. Prefere acertar as contas no talão de cheque, enquanto está esperando no consultório médico em vez de ler uma revista. Muitas vezes organiza compromissos e faz as ligações enquanto está sentado na oficina mecânica ou na fila de carros da escola de seu filho.

Você se orgulha de nunca perder tempo. Isso pode parecer bom, mas não é muito realista. Quando planejo todos os compromissos muito perto uns dos outros em um esforço de não perder tempo, sempre acabo frustrada e correndo por todos os lados para não chegar atrasada. O que precisamos é de uma margem de tempo entre as coisas. Isso significa que precisamos aumentar o tempo de cada tarefa ou compromisso, esperando não precisar usá-lo, mas tendo o tempo disponível caso seja necessário. Posso conseqüentemente reconhecer que absolutamente tudo demora um pouco mais do que nós pensamos. As coisas que não prevemos, como um telefonema de última hora, não conseguir encontrar as chaves do carro ou um telefone celular esquecido podem nos atrasar e complicar muito as coisas, se tentarmos acumular muitos compromissos no cronograma.


Constantemente acontece de eu entrar em meu carro e ter de voltar para casa até três vezes para pegar as coisas que esqueci por causa de minha pressa ao sair.Parece que tenho tentado durante toda minha vida evitar chegar cedo a qualquer lugar, sem nada para fazer senão esperar. Gostaria também de acrescentar que, até pouco tempo, eu planejava as coisas sem deixar uma margem de tempo e, geralmente, acabava chegando atrasada ou chegando a tempo, mas frustrada e estressada.


Mas a boa notícia é que estou mudando. Vi a luz e agora regularmente planejo um tempo extra para imprevistos, que naturalmente não espero, mas que quase sempre acontecem. Ainda não consegui totalmente, mas estou determinada a continuar tentando, porque não quero mais viver uma vida complicada.É melhor fazer menos com paz do que fazer mais com estresse. Em quais áreas de sua vida você precisa acrescentar um tempo?


Sugiro que você comece a adicionar quinze minutos a cada tópico de sua lista diária de afazeres. Você provavelmente vai acabar usando-os, mas se por acaso você tiver algum tempo livre, tente descansar. Tire umas miniférias. Feche os olhos, coloque a cabeça para trás e relaxe. Isso irá ajudá-lo a se preparar para o que vem a seguir em sua programação.

Pg.138.-139. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Não Deixe o trabalho Acumular

“O ócio é um pecado constante e o trabalho é um dever. A ociosidade é a oficina do diabo para a tentação e para reflexões desorientadas e não proveitosas, ao passo que o trabalho tem valor para os outros e para nós mesmos.” — Anne Baxter

Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: “Há maior facilidade em dar do que em receber”. — Atos 20:35

Você se sente sufocado quando olha ao redor e pensa seriamente em quantas coisas precisa fazer? Uma boa maneira de simplificar sua vida é nunca deixar o trabalho acumular. Quando você está diante de um projeto que não quer fazer, é fácil decidir realizá-lo posteriormente ou esperar até amanhã. Mas você tem de exercer a força de vontade para permanecer numa tarefa e não desperdiçar o tempo encontrando desculpas para não terminar seu trabalho. Você já deve ter ouvido a frase: “Cabeça vazia é oficina do diabo”.
Quando nos permitimos ser ociosos podemos encontrar um milhão de desculpas para nos impedir de ficar ocupados. Você pode dizer a si mesmo: “Preciso de mais tempo para cuidar desse projeto do que disponho hoje” ou você pode dizer: “Estou só muito cansado”. Você pode meramente convencer a si mesmo: “Eu simplesmente não sou capaz de tratar disso agora.” Seja qual for a desculpa que você cria, a verdade é que, se você estivesse ocupado trabalhando, sua mente não teria tempo para vir com desculpas e os trabalhos não se acumulariam.

Viver uma vida simples requer autocontrole. Você deve decidir o que precisa ser feito e sistematicamente executar. Não há desculpas! Pode ser duro no início, especialmente se você não tiver sido disciplinado no passado, mas as recompensas da ordem e domínio próprio valem a pena o esforço. A Bíblia diz que a disciplina traz frutos de paz (ver Hebreus 12:11).

Se você acredita em seu coração que o projeto em questão é algo que você deveria fazer, então eu o encorajo a tomar uma decisão de não adiá-lo a menos que enfrente uma situação de emergência que não pode controlar. Resolva e mantenha-se decidido a completar o trabalho! Quando você o fizer, vai se sentir melhor consigo mesmo e terá a alegria simples de saber que fez o que era certo.

Pg.128.-129. Meyer, Joyce. 100 Maneiras de Simplificar sua vida.