Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Multiplicação/ Discipulado

"E crescia a palavra de Deus, em em Jerusalém se multiplicava muito o número dos discípulos..." Atos 6.7.

- Introdução:
Qual é o(a) pastor(a) que não anseia ver a sua Igreja crescendo? Acredito que todos nós trabalhamos e muito para isso! Certamente Deus tem nos inspirado para este tempo de avivamento, edificação e crescimento. Mas como podemos alcançar este crescimento espiritual e numérico? Vamos procurar entender neste estudo essa forma e visão.

Amadas(os), como dantes já escrevi em um de nossos boletins, repito dizendo que somente Deus pode trazer o crescimento. Porém, este crescimento não virá gratuitamente, pois exige de nós líderes e pastores(as) um preço a ser pago para isto acontecer em nosso ministério. Afirmo que, não é nada fácil, porém precisamos estar decididos e mui dispostos a buscar essas estratégias para alcançar o crescimento com maturidade cristã. Mas por onde devemos começar? Saber, este é um dos nossos desafios hoje.

- Desenvolvimento:
A partir do momento que determinamos esta visão para o nosso ministério, logo precisamos entender o valor da oração, renúncias, jejum, consagração, leitura de livros que falam sobre este assunto, conhecer mentores..., até como fontes inspiradoras que possam nos ajudar a desenvolver esse chamado e a alcançar este nível de maturidade cristã.

Tenho aprendido na caminhada missionária que para levarmos outras pessoas a Cristo você não pode depender apenas das suas habilidades naturais, antes é preciso ser bem TREINADO para isso.

O crescimento já é uma das promessas do Senhor. Então, precisamos nos preocupar com uma liderança forte e preparada para receber e atender esta multidão (Apoc.5.10b; Lv.6.12).
O espírito de liderança está dentro de cada um de nós. Um líder eficaz tem a capacidade de influenciar outras pessoas.
Para isso acontecer de uma forma correta é necessário estratégias e treinamento. Ou seja, você não consegue alcançar um objetivo, um plano bem sucedido, sem antes conhecer bem o que quer e o que irá executar. Conseguir almas pra Jesus hoje em dia e transformá-las em discípulos(as), seguidores de Cristo, dependem de muita perseverança de nossa parte e de boas estratégias.

Quando Deus permite certas coisas te incomodarem no ministério pastoral, tão logo você percebe que este é o sinal de necessidades para mudanças. Lembre-se que "se você não der abertura para mudanças, dificilmente terás àquilo que tanto desejas". Adaptações fazem parte desse processo de mudança e crescimento. Durante os anos de seu ministério, Jesus atendeu grande parte da multidão, mas também se manteve no foco, ocupadíssimo... treinando outros discípulos. Um líder precisa estar aberto para fazer mudanças e seguir bons conselhos.

Como pastoras e pastores necessitamos deixar Deus trabalhar nessa área de crescimento em nossa vida e ministério. Quando você permite isso, a sua vida ministerial é outra, ela se transforma, há mais motivo para orar e jejuar, os propósitos passam a ser melhores definidos, nós passamos a perseguir o alvo, com força e alegria no Senhor os nossos propósitos, as coisas que antes pareciam estar distantes, passam a estar ao nosso alcance, então, só dependem de esforço e dedicação para alcançá-los.

Seguindo esta linha de pensamento digo, sua estratégia pode ser uma célula, grupos pequenos, etc., dê abertura para novas implementações. Claro, sem perder as nossas tradições. No momento determinado por Deus o crescimento virá, como manifestação e prova do seu TESTEMUNHO em Cristo. Seus discípulos(as) não podem se cansar de ouvirem: GANHAR, CONSOLIDAR, DISCIPULAR e ENVIAR.

Amado(a), não deixe a sua igreja perder o tempo e a visão do crescimento que Deus quer dar a ela. Você também faz parte deste processo de treinamento e de crescimento.

Creio que o Senhor quer compartilhar com você este tempo de alegria. Pessoas serão alcançadas e serão levantadas por Deus para formarem contigo este grande exército cristão, te ajudando a ganhar novas almas para Cristo. Neste exército, nem todos são iguais; nem todos irão desempenhar a mesma função, porque nem todos são iguais. Mas creia que todos podem ser aproveitados e treinados de acordo com as suas características.

Recentemente lendo um livro que ganhei de um membro da nossa igreja, aprendi que num processo eficiente precisamos de: T.P.R - o que é isto?

- Respondo: TREINAMENTO - PRÁTICA - RESULTADOS.
Estamos experimentando em nosso ministério um tempo de treinamento, que são divididos em três etapas: 1.) treinamento de discípulos(as) em relação a sua própria identidade (metodismo); 2.) consiste na prática desse treinamento (evangelismo); 3.) consiste nos resultados obtidos do treinamento e da prática daquilo que cada discípulo(a) aprendeu.
Estamos procurando seguir essa linha de planejamento.

Nessa visão compreendemos que qualquer estratégia em vista de um bom planejamento, para se alcançar o sucesso desse projeto, está na "prática", nas "metas" e nos "prazos"a serem alcançados.

Outro dia alguém me disse: "é impossível uma pessoa bem treinada não alcançar resultados". A não ser que ela não queira! Um membro precisa conhecer e acreditar em seu potencial, a saber, fazer bem a sua missão (Mt.13.23). Sem esta compreensão e discernimento nenhum(a) cristão(ã) conseguirá dar frutos e tampouco produzir no Reino de Deus (vers. 24, 25).

Nós estamos vivendo um momento muito importante na história da nossa igreja. A tenda precisa ser alargada, os campos já estão prontos para a colheita.
Não podemos mais aceitar um ministério paralisado, hoje as pessoas tem muito mais acesso a palavra de Deus, o que precisamos fazer é clamarmos mais para que o Senhor envie ceifeiros para a sua seara.

O discipulado é uma forma das pessoas alcançarem o conhecimento sobre Cristo e aprenderem sobre as coisas de Deus. Isto é evolução.
No discipulado descobrimos que àquele(a) um(a) que tem o conhecimento e a experiência com o Senhor também pode chegar e dividi-las com muitos outros (multiplicação). Quando falo também de evolução, quero dizer o mundo também busca, de forma planejada, transformar a vida das pessoas. É possível enxergar isto pelos meios de comunicação social, ex: Orkut, Face, Twitter, etc. Dizem que essa revolução tecnológica surgiu para melhorar a vida das pessoas. Então, a Igreja do Senhor não pode fechar os olhos e não facilitar a conhecimento da palavra de Deus as pessoas, para que elas também possam desfrutar do Reino de Deus. A Igreja tem a oportunidade de fazer isto hoje - anunciar o evangelho a toda a criatura... usar discipulado aproveitando a tecnologia (modelo novo) é também um recurso para se alcançar vidas e discipula-las.

PARE E PENSE: Deus só precisa de um(a) servo(a) como você para alcançar a muitos. Estás disposto(a) a isto hoje?

Um exemplo importante é a forma como os chineses trabalham e as suas fábricas.
A indústria chinesa de motocicleta é formada de centenas de pequenas empresas que cooperam entre si. Não há uma empresa central, uma sede, uma fábrica nos padrões tradicionais. Cada "pequena" empresa responde por uma parte do negócio. Um fabrica o sistema de ignição, outro faz os freios, um recolhe o dinheiro, outro opera os setores de marketing, etc. Em pouco tempo, "essa rede" se transformou na maior indústria de motocicleta na China.

Amadas(os) todos nós somos convidados para fazer parte deste mover de Deus, deste projeto de multiplicadores de almas. Cada um, no seu lugar, fazendo com competência a parte que lhe é conferida. Mas, não de forma isolada, e sim, conjunta, para que nos tornemos "uma grande nação". Uma Igreja deve pensar assim: "eu preciso ir além de Jerusalém". Olhando para o AT vejo Moisés participando já desse mover. Moisés disse a Deus: "Se esse povo não for comigo, nada feito". Você ama este povo? Ou, já desistiu dele?

Se a Bíblia for ensinada para o povo a multidão irão segui-la. Somente assim, àquela pessoa pessoa que senta na primeira até a última fileira de bancos na Igreja poderão evangelizar de forma eficaz. Se o povo é ensinado, eles saberão para onde devem ir. E o crescimento virá de forma natural. O que temos que fazer é romper os preconceitos, o medo, orientar a Igreja na palavra de Deus, ensinar, mortificar a carne e viver pelo espírito, vencer a vergonha e a timidez... e ir atrás daqueles que até neste momento ainda se encontram perdidos.

Deus te chamou para frutificar como nunca.  A igreja neste tempo tem passado por reformas. Nota-se que os céus estão apelando para a Igreja mais almas. Constantemente, estamos pregando a volta de Jesus. Pregamos também que o povo escolhido por Deus deve permanecer firmes e santos pela fé cristã, até que Cristo venha buscar a sua Igreja (Apoc.3.10). Você não pode desviar-se desse alvo. Se as marcas de Cristo estão em você, é necessário que você participe desse projeto de ganhar almas pra Jesus. Rejeitar isso é pecado.

Nós não podemos perder o nosso sabor e a nossa experiência com Deus (Apoc.3.15,16). Isaías 59 nos diz que "a Mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar..." Eu entendo que se você não tem a visão da multiplicação, com certeza, ainda você está preso ao estágio de velho homem. 

A Bíblia nos revela a sua verdade e isto é muito sério. Por favor me acompanhe nas leituras:

a) Mateus 7.21 - neste versículo, todas as pessoas se dirigem a Deus como o "Senhor". Mas a condição aqui para entrar nos céus é "fazer a vontade de Deus".

b) Mateus 7.19 e 20 - vemos que Jesus só reconhecerá as pessoas pelos seus "frutos". A recompensa não está nas habilidades e obras. O que nos qualifica para subirmos a eternidade não são os nossos dons; mas sim os nossos frutos. Árvore que não dá frutos será "cortada" por Ele.

c) Mateus 7.21 - assim nos diz: "Naquele dia". É dia do arrebatamento.

d) Salmos 92.14,15 - você tem que ir; dar frutos; e fazer o fruto permanecer. Até na nossa velhice Deus quer que demos frutos.

e) Ageu 2.19 - quando não produzimos frutos estamos demonstrando  o nosso fracasso. Você está dizendo ao mundo que você é um cristão sem identidade.

f) Marcos 11.12 - Esse é um aspecto espiritual, tem muitas pessoas que estão como aquela figueira, tem folhas, mas não tem frutos, são pessoas que até pregam bem, cantam bem, oram e discursam bem, mas não produzem fruto algum para Deus. Por isso ele disse: " a árvore que não der fruto, será cortada e lançada fora". Por outro lado, quem der frutos, Ele mesmo "poda", para que dê mais frutos.

h) João 4.34 - Jesus estava ensinando para os seus discípulos que o caminho verdadeiro para o homem agradar o Senhor é fazendo a vontade de Deus, gerando frutos para o Seu Reino.

- Conclusão:
Todos nós fomos chamados por Deus com um ministério específico. Para se submeter a esse propósito precisamos compreender os planos de Deus na Missão. Por isso precisamos ficar atentos a palavra de Mateus 25.14-30. Esse texto é profético pois revela que estes talentos são como ferramentas para o exercício do nosso ministério. Com eles você será mais eficaz. Temos uma imensa responsabilidade neste sentido. Os nossos talentos não são negociáveis. Ou seja, você não deve usá-los para o mundo e sim para Deus. Creia, isso envolve um trabalho duro, viver pela fé, envolve riscos.

Espiritualmente, gerar uma vida é realmente um trabalho duro e muito difícil de se fazer. Mas Deus já te capacitou para isso. Como pastor falo com propriedade e clareza, ganhar almas exige de nós lágrimas, jejuns, investimento, receber críticas e porta na cara, ser ofendido e rejeitado, ser desprezado com palavras, etc. Para continuar você precisa de muita perseverança e treinamento.

Mas olhando para este tema, expondo-me com a minha reflexão, pergunto-lhe: Você conhece algum crente que nunca ganhou se quer uma lama pra Jesus? Muitos não querem abrir mão do conforto religioso, não querem dar tempo para dedicação ao ministério e para o serviço do Reino de Deus. Lembre-se, todos iremos prestar contas diante do Senhor.

A enfase nesta parábola dos talentos, não são àqueles que receberam muitos... mas sim, àquele que recebeu apenas UM. As pessoas que tem apenas um talento, são estas que sofrem o maior risco. Cuidado com o conservadorismo religioso. Eu conheço pessoas que vivem nas desculpas de que não tem tempo; ou porque tem problemas em casa com os não crentes; ou porque se sentem inferiores frente a outros, outros até dizem... deixe a oportunidade para outros! Confira novamente este texto e trate de multiplicar e não guardar mais o talento que Deus te deu, mesmo que seja apenas um.

Por isso, o servo que recebeu um talento não entendeu a vontade do seu Senhor. E então resolveu escondê-lo. Cuidado, não esconda o seu talento. Deus exige que nós, seus discípulos e discípulas, como servos e servas Dele, a responsabilidade de darmos frutos.

Você e eu não temos mais escolhas... pensando bem, os nossos dons não comovem o coração de Deus. Mas os nossos frutos sim. Ele diz que há até festa nos céus por causa disso. Quando foi a última festa que você produziu nos céus?

Queridos(as), geralmente os milagres e sinais movem o coração das pessoas, as libertações até nos impressionam... não digo que eles não sejam necessários, é claro que são! Mas, o que move mesmo o coração de Deus são os frutos que geramos para Ele.

Nesta parábola diz que o Senhor se ausentou do país, mas disse que iria voltar... Ele mesmo distribuiu-os aos seus servos. A um Ele deu (5); a outro (3) e a outro (1). Enfim, a única coisa que Ele quer que eu e você façamos é multiplicar o talento. Deus jamais entregaria os seus bens para aquele que Ele não confiaria. Ele confia em você! Siga em frente, discipulando e multiplicando.

Rev. Osni Ferreira 
rev.osniferreira@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário