Quem não tem coração e atitude de ovelha, não serve para ser pastor. A autoridade provém da submissão e o governo é legitimado pelo serviço.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Governo iraniano aumenta controle sobre cultos cristãos


14 mai 2012


A igreja em Teerã (capital do país) enfrenta pressão das autoridade para identificar cada um dos seus membros. O governo exige uma lista com os dados pessoais de cada congregado.


Os líderes da Igreja Assembléia de Deus Central de Teerã (AOG) anunciaram às suas congregações, no domingo (6 de maio), que as autoridades exigiram uma lista de nomes e números de identificação dos membros de cada igreja, isso acarreta um grande risco para os novos convertidos ex-muçulmanos.


Os líderes da Igreja pediram, em seguida, aos membros presentes que voluntariamente forneçam os dados pedidos pelo governo. A igreja possui dois cultos aos domingos, ambos realizados na língua persa. É a única igreja remanescente em Teerã, que faz cultos em persa.


"Esse posicionamento do governo é basicamente para impedir que a igreja tenha novos membros e para tornar mais difícil e arriscado, ainda, para os não-cristãos a participação em qualquer atividade cristã", disse Monsour Borji, um cristão iraniano e oficial de defesa dos direitos humanos, que concluiu: "É basicamente uma demonstração de força para limitar a igreja".
O resultado imediato dessa exigência do governo, de acordo com Borji, é que, alguns membros da Igreja não estão dispostos a entregar os seus nomes e números de identificação, pois são confrontados com o dilema ético de negar a Cristo por darem ao governo o direito de “controlá-los”.


"Isso criou um dilema ético para alguns membros da igreja que não têm certeza do que fazer, porque passar os dados soa como uma atitude suicida", disse Borji.


A iniciativa indica uma intensificação dos esforços do governo de controlar as igrejas oficiais no Irã. A Igreja Central de Teerã foi forçada em 2009 a interromper seus cultos em persa que eram realizados às sextas-feiras. Desde então, o número de cristãos nos cultos de domingo aumentou significativamente, de acordo com as fontes.


Em fevereiro, as autoridades obrigaram outras duas últimas igrejas oficiais (Igreja Protestante Emanuel e Igreja Evangélica de São Pedro) que também faziam cultos em persa às sextas-feiras, a interromperem suas atividades nesse dia.


Fontes disseram ao Compass que tendo uma lista dos membros da igreja AOG, as autoridades serão capazes de controlar e acompanhar cada passo deles e também monitorar se a igreja tem feito novos convertidos do islamismo, o que é terminantemente proibidos pelas autoridades.


"Há muito tempo as igrejas são vigiadas, mas esta nova exigência é outro sinal de que eles estão procurando controlar e limitar os muçulmanos do contato com as igrejas", disse um especialista na região, que prefere ficar no anonimato.


Borji disse que as autoridades exerceram pressão agressiva na igreja AOG, e as suas novas táticas visam também limitar o número de reuniões públicas. Os líderes da Igreja e suas famílias estão sob vigilância constante, e, ocasionalmente, os membros são convocados para interrogatórios. As autoridades também restringiram a publicação de materiais cristãos, inclusive Bíblias, Borji disse.


A igreja regularmente é monitorada pelas autoridades, que há 20 anos também haviam exigido uma lista de todos os cristãos que frequentam regularmente os cultos, na época os líderes da igreja se recusaram a ceder à exigência. Não há batismos ocorrendo na igreja AOG, nem em outras igrejas oficiais.


"É um esforço meticuloso e organizado para garantir que nada na igreja passe despercebido", disse Borji. "Os líderes estão sob muita pressão".


Como República islâmica, o Irã trata os novos convertidos ao cristianismo e os cristãos de modo geral como inimigos do Estado e espiões do Ocidente que querem minar as forças do governo. Borji explicou que o governo iraniano nunca chegou a aceitar o conceito de "Igrejas de língua persa", e que as autoridades associam o cristianismo com algumas minorias étnicas no Irã - ou seja, armênios e assírios – e com o Ocidente.


"Então, a idéia de uma igreja cultuar a Deus em persa é uma grande ameaça a um regime que exige monopólio religioso", disse Borji. (extraído Portas Abertas) 

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

O Membro e o Discípulo


O membro de igreja se ganha ; o discípulo se faz.
O membro gosta de descanso ; o discípulo do serviço e do sacrifício.
O membro entrega parte dos seus ganhos ; o discípulo entrega sua vida.
O membro pode cair na rotina ; o discípulo é um revolucionário.
O membro espera alguém que lhe designe uma tarefa; o discípulo está sempre pronto para assumir responsabilidade.

Um murmura e reclama ; o outro obedece e nega-se a si mesmo.
O membro é condicionado pela circunstância; o discípulo aproveita a circunstância para exercer a fé.
O membro reclama que lhe visitem; o discípulo visita.
O membro vale porque soma soma; o discípulo porque multiplica.
Os discípulos da igreja primitiva transtornaram o mundo ; os membros do século vinte e um estão transformado pelo mundo.

O membro faz hábitos; os discípulo quebra paradigmas.
A meta do membro é chegar ao céu; o discípulo maduro, conquistar a terra.
O membro prega o evangelho ; o discípulo faz discípulo.
O membro espera o avivamento; o discípulo é parte do avivamento.
Ao membro se promete uma almofada ; ao discípulo a cruz.
O membro pode até ser valioso ; o discípulo é indispensável.




terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Nasceu a Dasah!

Todavia, o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa (Gálatas 4.23).







Nasceu a Dasah... Após alguns dias passados do Natal, no dia 30 de dezembro de 2011, a Lídia entrou em trabalho de parto, sem dores e sem demonstrações de que a menina estaria por vir.  Após uma gravidez tranquila, a menina resolveu ser ano 2011 e modelo 2012, como era de ser esperado.


Hadasah nasceu com 46,5cm e com 2720grs. Com a linda carinha básica de “joelhinho”, ela chegou aos meus braços chorando, intercalando com o silêncio. Foi realmente o momento mais lindo da minha vida. Nunca imaginei a dimensão da sensação de ser pai biológico. Após duas horas do parto, minha filha e minha esposa foram para o quarto, e então “definitivamente” peguei minha filha no colo. No entanto, ficou apenas por uma hora conosco, porque ela estava gemendo muito, pois faltava-lhe surfactante pulmonar ( um líquido que atua nos alvéolos de forma a permitir a respiração em todos os seres vivos que respiram pelos pulmões. Quando não há o surfactante, os alvéolos diminuem de tamanho, ao ponto de causar a impossibilidade de respirar). A Hadasah nasceu com 36 semanas e cinco dias, e estava no limite para ser considerada prematura, com isso a equipe médica decidiu por um encaminhamento padrão, transferindo-a para UTI.


Faz alguns dias que ela permanece na UTI, e  já teve uma “leve” melhora.  O sentimento da separação é horrível. Após meses esperando sua formação fetal, e anos o cumprimento da promessa, “fomos separados” por uma necessidade. Ela ficou uma hora, mas que foi a melhor hora. Ela chegou antes da hora, hora que foi perfeita e sonhada.

A Lídia passa bem, após, diga-se de passagem,  um sangramento chato e incessante, que a incomodou por dois dias, mas agora já está melhor. Precisaria talvez de uma transfusão, mas foi totalmente cuidada por Deus também. Ela foi forte até demais, no meu ponto de vista. Mostrou mais uma vez sua força e dependência no Senhor.

Entendo que a hora e momento de termos a “Dasah” no colo chegará, até porque ela é uma “linda planta que acha água no deserto” e em breve achará suas águas devidas. Você me pergunta se ela é linda? Ela se parece com um joelhinho? Realmente posso afirmar que ela é especial e de aparência divinal, e sua afeição, ainda sem saber exatos seus traços, nos levam a entender o cuidado e a perfeição do amor de Deus. Enfim, ela é bela: parece com seus pais.

Algumas lições trago no meu coração desse momento:

- Não importa quanto tempo somos gerados, sempre teremos que estar debaixo dos cuidados de Deus. Assim como na UTI não tem caprichos, vaidades e vontades, na vida com Deus somos levados a sermos tratados do jeitão e dos conhecimentos de Sua equipe médica.

- Quando somos conduzidos por milagres, sempre haverá o tempo da espera.

- Existe um corredor enorme entre você (no quarto) e sua promessa (UTI:  às vezes elevadores, pessoas e outros como barreiras.

- Nesse corredor, somente podem ser levados aqueles que se submeter a andarem nas “cadeiras de rodas” da vida. Muitas vezes, em suas caminhada pessoal, você precisará de outros para te ajudarem com as “portas”.

- O tempo corrido em horas e minutos num hospital não pára, e sempre buscamos “uma solução palpável” para nossos problemas. Lembre-se de que Deus também não para, nem nas horas de seu pseudo descanso. Ele cuida de nós, Ele realmente dá aos seus, até quando dormem;

- O tempo de estada não é o nosso. A cada novo dia esperamos sair, ir embora com a nossa filha, contudo, Deus sabe o dia e a hora correta. Por mais que aqueles momentos de tê-la longe incomodassem, sabíamos que seria o melhor momento e num melhor lugar.

Agradecemos a Deus e a cada um de vocês que durante essa minha ausência (como pastor) continuou a levar a sério suas responsabilidades, em seu tempo, com dedicação e oração a serviço do Rei Jesus. Peço a Deus que abençoem vocês tremendamente. Nosso muito obrigado!

Agradecemos cada telefonema, email, recado no Facebook e a cada um/a que nos visitou e nos levou uma palavra de ânimo, até porque pastor e esposa de pastor também precisam desses ombros, corações e amizades.

Escrevo este texto nessa madrugada de terça-feira, 3 de janeiro, sem saber como e quando será que nossa Dasah estará conosco; contudo, descansamos em Deus, autor e consumador da nossa fé.

O salmista (98.1) relatou: Cantai ao SENHOR um cântico novo, porque fez (FAZ) maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a salvação.
Glória a Deus que nos sustenta, em seu tempo, dia, momento, circunstância... Em 2012 desejamos que você seja benção, desprovido do orgulho, e cada vez mais como uma criança, dependente de Deus.


A Hadasah saiu as 17h, neste dia 04, que delícia...





Um enorme abraço, em Cristo,

Pr. Kleyson e Lídia Fleury.